Visitar Roma e não visitar o Coliseu é como visitar o Rio de Janeiro sem ver o Cristo Redentor. Essa afirmação, apesar de clichê, é muito verdadeira! O Fórum Romano e o Coliseu são monumentos antiquíssimos e são provas da história do Império Romano, milênios atrás, na época da Roma Antiga!

Na série Roma aos Pedaços, falei de diferentes épocas da história romana. Neste texto, vou contar um pouco sobre os monumentos mais importantes do Império Romano.

Mas não se iluda, Roma é enorme e possui tanta história, que fica complicado montar um roteiro com todas as opções. Por isso, principalmente se for a sua primeira vez na Itália, recomendo que inclua os roteiros clássicos.

Fiz também um mapa. Assim fica fácil de acompanhar e você pode salvar para levar em sua viagem!

Você também poderá gostar:

Onde dormir em Roma?

Veja os melhores lugares para comer em Roma!

Um roteiro por Roma Imperial!

Como ir do aeroporto Fiumicino até o centro de Roma?

Coliseu

O Coliseu é certamente o monumento histórico mais famoso de Roma. Todos os anos, mais de 4 milhões de visitantes passam pelo antigo anfiteatro. Rapidamente entendemos o porquê: em breve, o grande monumento completará 2000 anos de idade! Enfim, o Coliseu é hoje um dos mais belos símbolos do grande passado do Império Romano!

O Coliseu foi construído entre 70 e 80 d.C., sob ordem do imperador Flávio Vespasiano. Inclusive, o nome original do monumento é Anfiteatro Flávio. Ele passou a ser chamado de Colosseo após a construção de uma estátua enorme de Nero, nas proximidades.

No Colosseo, era onde lutavam gladiadores, aconteciam shows de caça, o que resultou em muitas mortes! Passear por ali é ter a emoção de ver de perto como aconteciam esses combates e massacres.

Na medida em que você percorre a grande ruína, vai conhecendo ainda mais sobre a arquitetura e o modo de vida da Roma antiga. Isso é porque ainda nem falamos sobre o Fórum Romano.  

Na prática, pode comprar ingressos que permitem a entrada para o Coliseu, Fórum Romano e Palatino. Clique aqui para saber como e onde comprar seus ingressos e evitar as grandes filas.

Fórum Romano

Na lista de visitas essenciais para se fazer em Roma, está, claro, o Fórum Romano (Foro Romano em italiano). Sem dúvida tão famoso quanto o Coliseu, que está a poucos passos de distância, o Fórum Romano é um sítio arqueológico muito importante.

Embora tenha sido um grande centro da vida pública durante a antiguidade romana, o Fórum ainda mantém, hoje, belos vestígios dos mais prestigiados monumentos da época.

Breve história do Fórum Romano

O desenvolvimento do Fórum Romano começou já no século 6 aC. As construções e outras modificações aconteceram com o passar do tempo: especialmente durante o período republicano e durante o período imperial. Mas você deve estar se perguntando, qual foi a real função do Fórum Romano durante a antiguidade?

Podemos dizer que ele correspondia à praça principal de Roma. Era onde funcionava o centro político e religioso da Roma Antiga e se concentravam a maioria dos edifícios importantes relacionados ao poder da cidade e do império.

Como um centro urbano, o fórum foi lugar de eventos importantes, como as entradas solenes de imperadores ou desfiles militares.

Após a queda do Império Romano, o fórum foi aos poucos sendo abandonado e enterrado pelo tempo. As primeiras escavações arqueológicas por ali aconteceram somente no século XVI.

Hoje, o Fórum Romano é uma das maiores atividades turísticas de Roma. Fica ao lado do Monte Palatino e costumo indicar que os dois sejam visitados em uma mesma viagem.

Abaixo, alguns pontos muito interessantes sobre o sítio arqueológico do Fórum Romano.

Um passeio pelo Fórum Romano

Na prática, o sítio arqueológico mostra como era o Foro Romano no fim do Império, mas existem vestígios do de um período ainda anterior, graças às frequentes escavações arqueológicas que se dão ali.

Via Sacra

Saindo do Capitólio, passando pelos Fóruns Romanos e levando até o Coliseu, a Via Sacra era a rua mais importante da Roma Antiga. O mais fantástico é que com o passar do tempo ela permaneceu ali, mas ganhou toques de cada época.

No passado, era onde aconteciam grandes festas e comemorações do Império, mas também um lugar frequentados por boêmios durante as noites, revelando seu lado não tão sacro.  

Templos Religiosos

O centro administrativo e religioso da Roma antiga era um dos lugares mais sagrados de toda Roma. Era onde funcionavam templos sagrados que ainda estão ali, mesmo que em pedaços..

Próximo ao Coliseu, o Templo de Vênus e Roma é o maior templo pagão de Roma. Ele foi construído há cerca de dois mil anos atrás, por Adriano, no local onde ficava a estátua de Nero (aquela que deu nome ao Coliseu).

O Templo de Vênus e Roma passou muito tempo em restauração, mas já pode ser visitado. As ruínas são muito interessantes: algumas colunas e paredes ainda estão em pé.

O que hoje é a Basílica de São Cosme e Damião, antes foi o Templo de Rômulo e o Templo da Paz. Uma visita ali exige um pouco de imaginação, já que tudo que vemos são apenas algumas ruínas

O mais antigo de todos, Templo de Saturno, tem parte de sua fachada de pé. Ele foi construído em cerca de 500 a.C. Das ruínas, as imponentes colunas foram perdoadas pelo tempo e pelos terremotos e podem ser visitadas.

Seguindo o passeio, a Casa das Vestais também é um local sagrado. Dentro do prédio circular, as Vestais eram quem cuidavam do fogo sagrado. Embora o local já tenha sido restaurado, ele sofreu grande desgaste com o passar dos anos.

O Templo de Vespasiano e Tito ficava próximo ao templo de Saturno. Infelizmente, tudo que vemos são três colunas. Mas já é o suficiente para aguçar a imaginação e dar um pouco de ideia da grandeza do monumento.

Outro templo que se encontra em algumas colunas é o Templo de Castor e Pólux. Ele fica próximo à casa das Vestais.

Além de todos esses que citei, ainda há o Templo de Antonina e Faustino, Templo de César e Templo da Concórdia. Todos estão sinalizados no mapa.

Arcos

Dentre os monumentos de destaque, estão também os arcos. Para começar, o Arco de Tito, construído em homenagem ao Império Romano e ao imperador Tito Flávio, 30 anos depois da morte de Cristo.

Arco de Septímio Severo

Seguindo a mesma tendência de arcos triunfais, Constantino também levantou um arco bem ao lado do Coliseu. Ele celebra a vitória da batalha entre Constantino e Magêncio.

O outro arco presente no Foro Romano é o de Septímio Severo. Ele fica próximo ao Templo de Júpiter e tem coloração próxima do marrom.

Basílicas

A maior construção do Foro Romano é a Basílica de Maxêncio e Constantino. Embora Magêncio tenha perdido a batalha e morrido, a basílica leva o seu nome pois foi ele quem deu início às obras. Elas foram terminadas por Constantino.

Ao passar pelas ruínas da Basílica Emília, fica difícil de imaginar como era sua grandeza. Ela possuía vários arcos e colunas, mas todos foram devastados pelo terremoto. O mesmo vale para a Basílica Giulia, que está em ruínas e pode ser visitada.

Fóruns e Mercados

As ruínas dos fóruns imperiais também são fascinantes! O Foro di Augusto e o di Cesare possuem até uma visita noturna guiada, na qual você pode ver como eram originalmente por meio de projeções.

Na mesma região, visite o Foro e o Mercado de Trajano. Embora esteja tudo em ruínas, vale lembrar que este é o último fórum imperial construído em Roma. Ele foi feito depois da conquista da Dácia.

Ali será possível ver as ruínas da basílica Ulpia e dos mercados.

Só de escrever esse texto, me deu saudade de desbravar a Roma antiga. Você já fez esse passeio? Me conta nos comentários!

Mas se você ainda não conhece Roma, convido você a ler o conteúdo completo que fiz sobre Roma no blog ITALIAna.

Leia também:

10 atrações imperdíveis de Roma!

O melhor do turismo religioso pela Itália!

Gostou deste post? Salve ele no seu Pinterest!


Compartilhe!

Sobre o autor

Redação ITALIAna Blog

Deixe uma Resposta