Não é de hoje que a Itália é muito visada quando o assunto é turismo religioso. Apesar de alguns vai-e-vens na história, hoje a Itália abriga a sede indiscutível da igreja católica, o Vaticano. E além do Vaticano, a Itália é a terra natal de inúmeros santos e abriga uma infinidade de igrejas, santuários, basílicas e catedrais. Um dos lugares mais religiosamente ricos do mundo!

Você também poderá gostar:

8 dicas sobre a cidade de Assis!

Como planejar sua primeira viagem para a Itália!

Como participar de uma audiência Papal!

Principais atrações na Roma Paleocristã!

Neste post, falarei um pouco sobre alguns pontos turísticos que não podem faltar em um roteiro religioso. Também dou algumas dicas e recomendações sobre cada lugar.

Tudo pronto?

Padova

Impossível não falar de Padova quando o assunto é Turismo Religioso na Itália. Isso porque a pequena cidade da região de Vêneto tem complexos arquitetônicos religiosos que são considerados uns dos mais antigos do mundo.

Desde sua existência, a cidade de Padova ganhou cada vez mais importância — inclusive, a universidade onde Galileu Galilei foi professor está ali.

Padova é também conhecida como a cidade de Santo Antônio. De fato, foi onde viveu o santo casamenteiro.

Basílica de Santo Antônio

Para começar, a Basílica de Santo Antônio é um dos principais pontos de Padova. Ela é uma construção bizantina, com um interior colorido e maravilhoso! Ali dentro há vários túmulos que são rodeados por muitas obras de arte.

Na Basílica, é oferecido um guia de peregrinação. São folhetos explicativos que indicam uma rota. Ao final do caminho, você ganha um certificado de peregrino.

Ali, o que mais chama atenção é a Capela das Relíquias. É onde fica o Relicário, obra em ouro que guarda a língua incorrupta de Santo Antônio, que até hoje ela não foi decomposta.

Dentro da capela também estão os restos mortais e alguns pertences de Santo Antônio. Sem dúvida alguma, os milhares de fiéis e peregrinos que passam por ali se emocionam muito.

Abadia de Santa Justina

A belíssima e imponente Abadia de Santa Justina também faz parte do percurso religioso de Padova. Assim como a igreja de Santo Antônio, essa é uma construção bizantina e tem um interior lindíssimo!

Ela foi construída no século XII, em volta do túmulo de Santa Justina. Junto à Igreja, fica um mosteiro. Por isso é um complexo arquitetônico religioso enorme!!

Prato della Valle

turismo_religioso_na_italia
Prato della Valle – Turismo Religioso na Itália

Depois de visitar as duas igrejas, faça uma caminhada pelo Prato della Valle. Essa é uma praça muito agradável, circulada por um canal d’água e por 88 estátuas.

Apesar de não possuir um significado essencialmente cristão, o Prato della Valle é uma boa opção para um descanso durante o seu turismo religioso na Itália.

Se fizer um tour por todo o Prato, vai ver que esse museu à céu aberto é uma das maiores praças da Europa!

Dica da Ana: se der sorte de visitar Padova durante um fim de semana, vai presenciar um mercado na região do Prato della Valle com produtos regionais típico. Então, vale muito a pena se programar para isso.

Viu só como Padova é um excelente lugar para o seu turismo religioso? Além do que citamos, a cidade tem outras atrações, tanto religiosas, como monumentos históricos.

Assis

Já dizia Dante na Divina Comédia, em Assis, nasce para o mundo o Sol. A pequena cidade da Umbria é um dos meus locais favoritos na Itália. É o local onde viveram São Francisco e Santa Clara, ambos com história lindíssima.

Dica da Ana: Não pense que essa cidadezinha minúscula vai ser desbravada em apenas um dia. Inclusive, esse é um dos maiores erros.

Basílica de Santa Clara

A Basílica de Santa Clara é uma igreja de estilo gótico italiano. Ela foi construída com pedras de tom rosado e tem várias preciosidades em seu interior.

Uma delas é o túmulo onde descansa Santa Clara, protetora dos necessitados. A outra é o crucifixo de San Damiano, com o qual São Francisco conversou antes de ser convertido.

Basílica de São Francisco

A Basílica de São Francisco é formada por duas igrejas sobrepostas e uma cripta. No interior, obras magníficas, como afrescos feitos por Giotto. Apesar de São Francisco ter pregado a simplicidade, a grande igreja parece seguir o contrário.

No fim da década de 1990, aconteceu um terremoto que danificou bastante a Basílica. Mas ela foi restaurada em pouco tempo e segue majestosa.

Em contraste com a grandiosidade da igreja, a cripta onde fica o corpo de São Francisco é de extrema simplicidade. Independente da fé, é um lugar de muita reflexão. Ali também estão expostos os pertences de Francisco, uma prova de sua simplicidade.

Basílica de Santa Maria Degli Angeli

Esse é um dos lugares mais encantadores que já conheci! Se estiver montando sua rota de turismo religioso na Itália, tente incluir a Basílica.

A Basílica de Santa Maria Degli Angeli foi construída no meio de um bosque de carvalhos, para abrigar a Porziuncola.

Para quem não conhece, essa é uma capela que foi restaurada pelo próprio São Francisco. Inclusive foi o lugar onde ele fundou a ordem franciscana e acolheu Santa Clara.

Em um dos casos sobre a Porziuncola, Jesus e Maria apareceram para Francisco e disseram que quem ali rezasse, seria perdoado por todos os pecados. Este é o famoso perdão de Assis.

Monte Sant’Angelo

O nome já indica que é um lugar sagrado. O Monte Sant’Angelo recebeu o nome de São Miguel Arcanjo, cujo santuário até entrou para a lista da UNESCO de patrimônios da humanidade.

Localizada no Parque do Gárgano, na região da Puglia, essa cidadezinha também tem um valor enorme em termos de arte, história e fé!

Gruta de São Miguel Arcanjo

Entrar na gruta é revisitar a época dos logombardos e bizantinos, pois as paredes são repletas de pinturas e escrituras antigas.

Reza a lenda que São Miguel apareceu para um bispo, na gruta, pedindo para que um santuário fosse construído ali, sob sua proteção.

Ali estão algumas relíquias, como um crucifixo que foi esculpido por São Francisco de Assis e uma estátua de São Miguel. Mas se quiser ver mais itens relacionados ao santo, visite o Museu Devocional.

Igreja de Santa Maria Maggiore

Junto ao Batistério di San Giovani, a Igreja de Santa Maggiore forma o Complexo Monumental de São Pedro.

Dentro desse grande monumento de estilo romanesco, você encontra pinturas bizantinas, mosaicos e grandes afrescos preservados. No teto, temos uma decoração que foi conservada desde o período do Renascimento.

Loreto

Localizada no litoral da região do Marche, Loreto é uma pequena cidade com um grande significado religioso.

Ali está a Santa Casa de Nossa Senhora, que segundo a lenda foi transportada de Nazaré. Por esse motivo, Loreto é visitada por milhares de peregrinos, o ano todo, que fazem turismo religioso na Itália.

O Santuário da Santa Casa de Nossa Senhora

O que hoje é uma Basílica, antes era uma igreja simples. Ela foi transformada ao longo do tempo para abrigar os peregrinos que visitavam o santuário.

Em seu interior, entre muitas relíquias estão as paredes da Santa Casa, o local onde nasceu e viveu Maria.

Você deve estar se perguntando: mas Maria não nasceu em Nazaré?

Sim, tanto Maria quanto Jesus nasceram em Nazaré, na Santa Casa. A Santa Casa de Loreto é comprovadamente originária da cidade de Cristo. Portanto, sabemos que ela foi transportada para Loreto de alguma forma.

Reza a lenda que foram anjos enviados por Deus mas, em outra versão, a Santa Casa teria sido trazida durante as Cruzadas.

Turismo religioso na Itália - santa casa de loreto
Loreto – Turismo Religioso na Itália

Roma

Para muita gente, o turismo religioso na Itália começa em Roma, por ser onde está o Vaticano. De fato, a importância da cidade para os cristãos é inegável.

Ir a Roma é uma experiência única, sempre muito especial e rica em possibilidades. Se quiser descobrir Roma em pedaços, clique aqui.

Turismo Religioso na Itália - Roma
Roma – Turismo Religioso na Itália

Vaticano

No coração de Roma está o Vaticano. Estamos falando da sede da Igreja Católica, onde ocorrem as audiências papais. Certamente um dos lugares mais visitados do mundo, então tudo deve ser muito programado.

Praça de São Pedro

Essa enorme praça consegue abrigar muita gente durantes os eventos da igreja. A praça é rodeada por um pórtico de 88 pilastras, onde ficam várias esculturas para serem admiradas.

Ao centro, um enorme obelisco de 25 metros se estende sobre duas fontes. A Praça São Pedro fica aos pés da Basílica, então certamente você passará por ali.

Basílica de São Pedro

Este é o templo católico mais importante do mundo, pois abriga a Santa Sede da Igreja Católica. É ali onde está enterrado o primeiro papa da história, que também deu nome à Basílica, São Pedro.

O interior é repleto de obras de arte. Imagine só um lugar que teve as mãos de Michelângelo em sua construção? Pois bem, o artista também deixou obras de grande destaque, como a Pietá e a cúpula da Basílica. Tudo isso pode ser visitado bem de pertinho!

Museus Vaticanos e Capela Sistina

Visitar o Museus Vaticanos é entrar em contato com o maior acervo de arte religiosa do mundo! É tão grande, que parece um complexo com vários museus, onde fica também a Capela Sistina de Michelângelo.

Dentre os acervos, estão itens egípcios, etruscos, da idade média e muitas outras relíquias.

Como recebe muitos visitantes, as filas para o museu são enormes. Mas você pode evitá-las se comprar ingressos antecipados. Neste post conto em detalhes como furar essa fila e aproveitar mais do turismo religioso na Itália.

A Capela Sistina é considerada a obra prima de Michelângelo. Afinal, ele dedicou 4 anos de sua vida para pintar os afrescos mais conhecidos do mundo. As imagens ilustram as 9 histórias do Gênesis, com destaque para o Juízo Final.

Turismo Religioso em Roma

São João de Latrão

Esse é o ponto de partida de muita gente. Isso porque a Basílica de São João de Latrão é tida como uma das igrejas mais importantes do mundo. Ela já foi a principal residência papal, além de guardar relíquias em seu interior.

Por falar no interior, a riqueza da arte bizantina permanece conservada ali dentro. Muitos afrescos, obras de Giotto e mosaicos coloridos enchem os olhos dos peregrinos. Além disso, há também um museu e a conhecida Escadaria Santa.

Escadaria Santa

Reza a lenda que estes 28 degraus foram os degraus que Jesus subiu no pretório para ir de encontro a Pôncio Pilatos. Santa Helena teria transportado esta escada para Roma no século IV, onde fica até os dias de hoje.

Por vários séculos, a escadaria permaneceu segregada do público geral, podendo ser acessada e caminhada só pelo clero. Ela levava à capela exclusiva do papa, o Sancto Santorum. Hoje, aberta ao público, leva até a igreja San Lorenzo in Palatio ad Sancta Sanctorum, um santuário que contempla a antiga capela papal.

Os degraus originais de mármore estão cobertos por uma moldura protetora de madeira, que serve para amenizar o desgaste que os vários peregrinos causam ao subir as escadas de joelhos.

Ao longo da história, já foi dito que quem subisse estes degraus ajoelhado, receberia indulgências para a vida toda, além da plena absolução de todos os pecados. Hoje, apesar das escadas não serem mais um meio para a total purificação da alma, elas ainda atraem muitos turistas e religiosos por conta de sua história e legado!

Santa Maria Maggiore

Santa Maria Maggiore também é uma residência papal e fica na Piazza dell’Esquilino. É a maior igreja de Maria, por isso o nome Maggiore.

A igreja em si tem um valor enorme para a história de Roma, bem como para a história do catolicismo. Em seu interior, muitas colunas atenienses, junto a muito bronze e várias obras de arte. Conheça também o museu e as capelas ali presentes.

Basílica de São Paulo Extramuros

A Basílica de São Paulo Extramuros tem esse nome pois fica de fora das muralhas que protegiam Roma. Ela também é uma basílica papal e possui, em seu interior, mosaicos com rostos dos papas. Cada papa tem seu mosaico e a tradição segue até hoje!

Viu só como Roma é um lugar obrigatório para quem faz turismo religioso? Isso porque nem falei de todas as atrações. Nesse sentido, há muita história a ser revivida e visitada, por isso indico que leia outros posts sobre Roma:

Via Francigena

turismo_religioso_caminhos_peregrinos
Via Francigena – Turismo Religioso na Itália

A Via Francigena é um dos caminhos de peregrinação mais conhecidos do mundo! Na Idade Média, era percorrido pelos peregrinos que, movidos pela fé e por penitências, saíam da França e da Suíça para ir a Roma. Assim, desde o século XI, há uma forte movimentação de peregrinos pela Itália.

Apesar de possuir trajetos marcados, a Via Francigena não é uma estrada, mas sim composta por vários caminhos peregrinos. Ainda que menos frequentada que o Caminho de Santiago de Compostela, o movimento continua, com peregrinos que realizam o trajeto a pé, de bicicleta ou a cavalo.

As peregrinações são algo que mexe com as pessoas. De fato, elas costumam perceber aspectos da vida e viverem grandes mudanças, além, claro, das inúmeras experiências inesquecíveis. Tenho um amigo muito querido que já passou pela Via Francigena e fez registros maravilhosos que você pode conferir clicando aqui.

O cristianismo, assim como o Império Romano e algumas vertentes artísticas, é um tema perfeito para guiar o seu turismo pela Itália. Assim como acontece com os peregrinos, a fé às vezes fala mais alto, guia, faz chamados e nos permite momentos de reflexão e mudanças.

Você já fez algum turismo religioso? Tem vontade de conhecer os monumentos religiosos da Itália? Me conta tudo nos comentários!

Leia também:

Onde dormir em Roma?

Como viajar de trem pela Itália?

Gostou deste post? Salve ele no seu Pinterest!

Compartilhe!

Sobre o autor

Redação ITALIAna Blog

Deixe uma Resposta