Você vai para a Itália e está pensando em não visitar Bolonha?

Não tome nenhuma decisão antes de terminar de ler este post! As chances de você incluir Bolonha no seu roteiro são grandes!

Por que visitar Bolonha?

Bolonha é um mix perfeito dos melhores clichês italianos: gastronomia, história, arte e estilo de vida.

Situa-se aos pés do Apenino Tosco-Emiliano, uma cadeia de montanhas que separa as regiões da Toscana e da Emilia-Romagna, região que Bolonha é a capital.

Você também vai gostar

Saiba tudo sobre a praça mais importante de Bolonha

Conheça as duas torres medievais no centro de Bolonha

Três bate e voltas perfeitos a partir de Bolonha

Um passeio pelos mercados de Bolonha

Fundada pelos etruscos, atingiu seu maior desenvolvimento comercial em épocas romanas. Na Idade Média, foi um centro cultural de grande relevância, tanto que foi apelidada de “la dotta” (a doutora), pois foi sede da primeira universidade da Europa.

Também chamada de “la turrita” (a cheia de torres), pois houve um dia que 200 torres existiam ali. Hoje, restam poucas, e as mais famosas são a Garisenda e Asinelli, localizadas bem no centro histórico.

Visitar Bolonha
A Torre mais alta está aberta à visitação para aqueles que tem folego e disposição para encarar 600 degraus! Garanto que vale a pena…

Outro apelido de Bolonha é “la grassa“, ou “a gorda”. Já sabe por que? Ah! este é um dos bons motivos pelo qual você deve alfinetar Bolonha no seu mapa. Confira:

Visitar Bolonha
Vista do alto da Torre degli Asinelli, a 100 metros do chão.

1 – Localização estratégica

Se você já foi de carro de Venezia para Firenze, com certeza passou por Bolonha, pois a cidade é o maior ponto de intersecção de autoestradas da Itália.
As estradas que ligam o norte da Europa ao sul do país, passam por aqui: A1 ou Autostrada del sole (Milano-Napoli), A13 (Ferrara, Padova, Venezia) e Trieste, A14 (Rimini, Ravenna, Ancona e Bari).
Também é o principal ponto de intersecção ferroviária, com trens de alta velocidade capazes de te levar para Firenze em 37 minutos, para Milão em 65 minutos e para Roma em 2 hora e 22 minutos.
Há 15 minutos de ônibus do centro histórico da cidade, o Aeroporto Internacional Guglielmo Marconi, um dos maiores da Itália, liga a cidade aos principais aeroportos italianos e europeus.

Visitar Bolonha

Visitar Bolonha
As ruazinhas do tradicionalíssimo Mercato di Mezzo, uma explosão de cores e aromas!

2 – Tem o tamanho perfeito!

O centro histórico de Bolonha tem todas as vantagens que uma cidade grande tem e nenhum defeito.
Quer fazer compras? Aqui tem todas as lojas das melhores grifes italianas.
Quer museus e obras de arte? Aqui tem.
Procura bons restaurantes e bons hotéis? Tem também.
Trânsito? Poluição? Não, nada disso.
Podemos facilmente andar por todo o centro histórico e visitar as principais atrações a pé. O centro fica fechado para carros aos finais de semana e algumas ruas são zonas de tráfego limitado mesmo durante a semana. É uma cidade sob medida para os turistas!

Visitar Bolonha
Os pórticos que levam ao Santuário della Madonna di San Luca: 4 km de subida!

3 – Os pórticos

Se pudéssemos alinhar os pórticos bolonheses eles cobririam uma distância de 40 quilômetros!
Os pórticos guiam os visitante pelo centro histórico, pelo seus monumentos, lojas, restaurantes e museus. Isso significa que seu passeio estará garantido e será agradável mesmo em dias chuvosos ou muito quentes.

Visitar Bolonha
Piazza di Sato Stefano

4 – Arte, história e cultura 

3.700 anos de história. Visitar Bolonha significa encontrar traços das civilizações que já passaram por aqui, como os etruscos e os romanos.
Palácios barrocos, renascimentais e medievais encontram-se lado a lado, numa mistura de estilos impressionate.
Não deixe de visitar a Fontana del Nettuno, a Torre degli Asinelli e a Torre Garisenda, o Santuario della Madonna di San Luca, a Basilica di Santo Stefano e a Basilica di San Petronio. Além do teatro anatomico do Archiginnasio, que foi sede da antiga universidade da cidade.

Visitar Bolonha
Uma das vitrines dos famosos empórios gastronômicos da cidade.

5 – Gastromia

Bolonha é a cidade gastronômica por excelência, reconhecida como tal em todo o mundo. Portanto, uma visita aos mercados da cidade é completamente imprescindível para você entender a cultura local.

Comer bem em Bolonha é fácil, inspire-se nos posts gourmets do blog ITALIAna.

Os pratos mais tradicionais e que merecem ser experimentados são: tortellini, lasagne verdi, tagliatelle e cotoletta alla bolognese.

E, não se esqueça que esta também é a região da mortadela, do molho ragù, do parmiggiano-reggiano, do aceto balsamico e dos vinhos Sangiovese, Lambrusco e Trebbiano.

Padova é um bate e volta perfeito a partir de Bolonha. Na foto, um dos canais que cortam a cidade.

6 – Bate e volta

É a cidade ideal para um bate e volta às principais cidades no norte da Itália por dois motivos: os hotéis costumam ser mais baratos do que nas outras cidades do norte e a locomoção de trem ou de carro é prática e fácil.

Roteiros Personalizados

Portanto, monte sua base por aqui – preferivelmente num hotel perto da estação central – e aventure-se por cidades próximas como Milão, Verona, Ferrara, Padova e até Florença!

Visitar Bolonha
Uma delícia levantar cedo e ver a cidade acordando…

7 – Pessoas

Os bolonheses são gentilíssimos. Muito educados e prestativos. Quando visitar Bolonha, você pode conseguir a receita do seu prato preferido com a dona do restaurante ou ter uma aula de história com o senhor sentado na praça. Basta falar italiano! Ou ser bom de mímica…

Gostou deste post? Salve ele no seu Pinterest!

Avatar
Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

17 COMENTÁRIOS

  1. Que gostoso ler uma matéria tão apaixonada sobre Bolonha!! Deu vontade de voltar e morar mais um tempinho por aí… saudades dessa cidade acolhedora!

  2. Oi Ana!
    Boa Tarde.
    Tenho a intenção de fazer uma viagem de trem de Milão para Suiça. Pesquisando na Internet encontrei somente o RailTrain que faz este trajeto. Vc conhece outra empresa? Alguma dica de qual cidade escolher como chegada na Suiça? ( zurique)?
    Obrigado.
    Daurio

  3. Que delícia de postagem. Costumo ficar hospedada em Bolonha, enquanto rodo a Itália. Adoro demais essa cidade!

  4. Olá Ana! Vou passar 2 dias em Bolonha, um dia para conhecer a cidade e outro para ir a Modena e Parma (de carro). Estou procurando apartamento, por causa da máquina de lavar roupa…rs (vou no verão) e com estacionamento no local ou perto. Tem alguma dica? Como vou de carro e gostaria de saber onde ficar fora da zona de trafego limitado na cidade para não correr o risco de levar multa. Pelo que pesquisei, o melhor é ficar mais perto da estação ferroviária? Mas não é longe para conhecer o centro histórico a pé?

    Obrigada Christina

    • O centro histórico de Bolonha é pequeno e pode-se fazer tudo a pé. Ali perto da estação existe um estacionamento grande e com preço bom, você pode deixar o carro lá. Sobre os apartamentos, recomendo que você pesquise pelo Booking, é mais seguro!
      https://booki.ng/2AszitF
      Buon viaggio,
      Ana

  5. Oi Ana
    Estou indo a Itália com 10 amigas. Alugamos uma casa nos arredores de Florença . Eu e mais uma amiga, queremos conhecer Bolonha. Pensamos em sair de trem, Florença/Bolonha e pernoitar, pois queríamos conhecer, também, Parma e participar do tour da fabricacao do queijo.
    Gostaria de dicas…
    Tipo: que horas sair de Florença ?
    Qual hotel e região para ficar em Bolonha?
    Como ir e qual horário melhor, para Parma?
    Obrigada,

  6. Faz também acessoria para Bolonha? Tenho interesse em visitar esta cidade. Preciso de informações como ir a Itália. Obrigada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui