Hoje o blog ItaliAna traz o post de uma convidada muito especial, a Magê, autora do blog Milão nas Mãos e expert da cidade da moda italiana. Ela é a responsável por eu morrer de amores por Milão.


Muitas das pessoas que passam por Milão, passam assim, meio rápido demais. Uma pena, já que Milão é uma cidade que precisaria ser descoberta e para isso um pouco de tempo é necessário.

Mas nem sempre isso é possível e já que sei que muitas vezes ela é a porta de entrada na Itália e que os turistas passam pouco tempo (a média é de 2 dias), não seria legal ter umas “pílulas” da cidade? Dicas do que fazer e do que ver em Milão, onde comer, se hospedar, tomar um café ou fazer um autêntico happy hour milanês, tudo em pequenas doses?

Deixo aqui, especialmente para meu caro blog ItaliAna, as pílulas à milanesa para quem está pensando em passar por aqui.

3 MONUMENTOS

Duomo

Umas das igrejas mais bonitas da Itália e o símbolo da cidade não foge de ninguém, já que fica no centro da cidade e é impossível dizer que não viu.
Construída e mármore em quase 500 anos (1386-1813) possui cerca de 3.400 estátuas. Se puder, suba aos telhados para pode dizer que a conheceu toda.

DuomoMilao

Galeria Vittorio Emanuele

O chamado ‘salotto di Milano’ fica ao lado da catedral e é também impossível perde-la. Todo mundo entra olhando para cima, admirando o teto de vidro e os lindos mosaicos da cúpula, mas o pavimento original também é muito bonito. Não se esqueça de rodar com o calcanhar direto no touro no chão, abaixo da cúpula.

galleria-vittorio-emanuele-milao

Castelo Sforzesco

Antiga corte da família Sforza, teve seu auge durante a estadia de Leonardo Da Vinci, que alí trabalhou afrescando uma das salas.
Admire a construção Renascentista com calma e se puder, entre para visitar pelo menos um dos museus (a minha dica é o de Arte Antiga). Você pode aproveitar também, se o tempo permitir, o parque na parte posterior do castelo, onde milaneses e turistas param para um pici nic ou para descansar tomando um pouco de sol.

castelo-milao

3 LOJAS

La Rinascente

Uma das mecas do luxo milanês, a loja é muito bonita e vale nem que seja para agradar os olhos e para tomar um café ou suco, ou até mesmo almoçar no último andar.

Cos

Uma das marcas mais tops da rede sueca H&M, tem peças bem acabadas e mais conceituais com preços que não são de quadrilátero da moda.

10 Corso Como

Uma das lojas mais bonitas de Milão, a mãe das concepts stores italianas trabalha com grande grifes e os preços podem ser proibitivos. Mesmo assim, entre e dê uma volta pela loja, pela livraria e até pela galeria de exposições (grátis) no andar de cima.

corso-como-10

3 BARES PARA CAFÉ

Camparino

Porque é um clássico milanês, colocado na entrada da Galeria Vittorio Emanuele desde o início do século 20. Peça seu café em pé no balcão e o preço é o mesmo de outros bares. A coisa muda, se você resolver sentar. Não valem a pena os croissants.

Bastianello

Perto da Praça San Babila, esse sim tem café e croissants bons. A dica é sempre fazer o pedido “al banco”, no balcão. A decoração é clássica, mas faz parte daquela aurea milanesa.

Cova

Não é meu cafezinho preferido na cidade, mas o Cova é o bar dos bares em Milão, o único no Quadrilátero da Moda e se você estiver passando por Via Montenapoleone, vai passar por ele. As vitrines decoradas são um show a parte.
Para quem tem tempo e orçamento mais relax, a dica é entrar, sentar e tomar alguma coisa.

caffè-cova

3 MUSEUS

Pinacoteca de Brera

“O” museu milanês por excelência, expões obras de Caravaggio, Raffaello, Bramantino, Tiziano, Rubens, entre outros, no imponente palácio que um dia foi um convento de jesuítas.

pinacotecabreramilao

Gallerie d’Italia

Na Praça Scala, uma grande coleção privada que expõe obras do século 19 e 20 em dois lindos palácios. E tudo isso, grátis.

galerieitaliamilao

Museu 900

Na Praça Duomo, o museu municipal dedicado a arte contemporânea italiana. O palácio em si também já é uma atração e a vista que se tem da praça lá de cima, abaixo no neon do artista Lucio Fontana, vale o ingresso.

museu900-milao

3 OBRAS DE ARTE

Última Ceia

Para quem se organiza, reservando com pelo menos 3 meses de antecedência, uma das maiores obras de arte do mundo, é emocionante.
Pintada em uma das paredes do refeitório do Monastério Dominicano de Santa Maria delle Grazie, é uma das grande obras do Renascimento Italiano. Observe a perspectiva perfeita e o realismo dos gestos dos apóstolos.

Pietà Rondanini

Umas das 3 pietás esculpidas por Michelangelo está no Museu de Arte Antiga do Castelo. Parte dos trabalhos de ‘non finito’ (não terminado) do autor, é uma obra de grande carga dramática.
Para mim, a maior obra de arte da cidade.

pieta-rondanini

Rascunho da Escola de Atenas de Raffaello

Pode ser um desenho preparatório já uma obra de arte? Pode, porque estamos falando de Raffaello.
Exposto na Pinacoteca Ambrosiana, grande instituição milanesa pouco conhecida pelos turistas, foi a obra que mais me impressionou quando a visitei. As dimensões são gigantescas e os detalhes perfeitos. Quem já viu a obra original, nas quartos do Museu do Vaticano, não pode perder também essa.

3 RESTAURANTES

Signorvino

O melhor custo benefício do centro, fica atrás no Duomo e oferece pratos das regiões italianas, em um ambiente jovem e descontraído, em meio a caixas e garrafas de vinho.

signorvino

 Pont de Ferr

Um restaurante estrelado Michelin (1 estrela) mas com a descontração das antigas osterias italianas, tudo isso às margens dos canais da cidade.
A melhor opção é escolher uem dos menu desgustação propostos com revisitações irreverentes de pratos clássicos.

pontdeferr

Pisacco

Na parte tranquila do bairro de Brera, esse restaurante frequentado por locais oferece uma boa opção de menu na hora do almoço, mas é também uma ótima dica para a hora do jantar.

restaurante=pisacco-milao

3 RITUAIS

Rodar no touro da Galeria Vittorio Emanuele

Pode até ser mico de viagem, mas esse é o ritual turístico mais conhecido da cidade. Todos os dias, milhares de turistas se aglomeram em volta do touro a mosaico no pavimento abaixo da cúpola da galeria para colocar o calcanhar do pé direito e dar 3 voltas nas bolas do touro. Isso mesmo, é alí mesmo que todo mundo roda.
A tradição começou anos atrás com os locais, mas que davam suas voltinhas só no dia 31 de dezembro, para trazer sorte para a ano que estava começando.

touro-milão

Aperitivo

O ritual dos rituais em Milão. Porque você até pode fazer um aperitivo (happy hour) em outra cidade italiana, mas tudo começo aqui e é um hábito cotidiano praticado intensamente pelos milaneses depois do horário de trabalho.
A partir das 18h30, escolha um das centenas de bares que oferecem buffets completos ou petiscos elaborados e se viva Milão como um local.

aperitivo-milão

Liquidações

Só para quem está aqui a partir do primeiro sábado de janeiro quando começam as liquidações de inverno e do primeiro sábado de julho, quando começam as de verão.
Milaneses e turistas lotam as ruas do comércio e todos os tipos de lojas, das mais acessíveis às de luxo para aproveitarem os descontos que chegam até 70% nas semas seguintes.
Muna-se de paciência e de um certo limite no cartão e boas compras!

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

3 Comentários

  1. Nazaré Moreira on

    Maravilha estás informações. Mesmo eu que já conheço. Vou aproveitar de maneira mais atenta. Ah falta conhecer a ceia de Leonardo, que nunca me organizei.

  2. Anailime Sansaloni. on

    Embora eu já conheço Milano, mas as dicas são ótimas.