O modo mais simples de explicar o aspecto de Bolonha na Idade Média é compara-la ao que é Manhattan hoje. Ainda que a dona do apelido seja San Gimignano, na Toscana, podemos dizer que Bolonha era a cidade mais vertical daquela época, com dezenas de torres entre 20 e 60 metros.

As torres medievais de Bolonha

Além de garantir a segurança da cidade, as torres eram símbolo de poder político e econômico e eram de 3 tipos:

torresotti: pontos fortificados de acesso à segunda cinta murária da cidade. A mais famosa é a torre da Via San Vitale.

as casas-torre: uma ostentação de riqueza das famílias patrícias, tais torres formavam um anexo às casas e possuíam locais habitáveis muito seguros nos pisos superiores. Como um bunker nas alturas, que servia de fortificação em caso de invasão.

torres: as mais altas e cujo principal objetivo era defensivo (e ofensivo também). Eram construídas por uma família ou um consórcio de famílias com o mesmo interesse político e não era raro que fossem unidas entre si por pontes de madeira, formando uma passarela.

Le-torre-1

Muitas torres sofreram com incêndios, rachaduras e desabamentos. Mas a ” crise das torres” chegou por volta de 1500, quando deixaram de ser tão úteis. Foi nesta época também que o gosto arquitetônico da população mudou e as torres começaram a ser consideradas “pouco elegantes”, para não dizer super-bregas.

Hoje, Bolonha ainda possui 20 torres medievais em seu centro histórico, entre elas, as mais famosas são a Torre degli Asinelli e a Torre del Garisenda, chamadas de Le Due Torri.

Torre degli Asinelli

Foi construída pela família Asinelli no começo do século XII. Tem uma pendência de 2,23 metros para o oeste, mas sua inacreditável altura (são 97,20m) torna essa inclinação pouco perceptível.

Pode-se subir na torre e para chegar ao topo com a vista mais linda de Bolonha, você sobe 500 degraus. Tá! Mentira…são 498!

A escada, de madeira em espiral, é bem íngreme e a mesma escada é utilizada por quem sobre e por quem desce. Uma divertida confusão medieval!

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

Olha como a subida é íngreme!

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

Escada medieval também!

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

Plaquinha para indicar que você está apto a subir na Torre di Pisa e que está somente na metade do caminho até o topo!

 

Dicas da Ana

– A dica mais importante é: suba, suba, suba… a vista de lá é magnífica e nos dias de céu claro a vista do horizonte chega até o Mar Adriático. – Vá de sapato fechado e confortável. Fico imaginando o chinelo de alguém caindo lá de cima…

-Não leve peso pois não há guarda volumes na base da torre.

– Não é necessário uma excelente forma física para subir os 500 degraus (vide a autora) pois quando você está com a língua de fora e a coxa queimando aparece uma plataforma que você pode parar e se recuperar um pouco.

– Entretanto, obviamente não é aconselhado para quem sofre de vertigens, problemas cardíacos e claustrofobia.

– Crianças costumam aguentar bem (melhor que nós) a subida. Levei minhas filhas de 10 e 12 anos e elas chegaram ao topo inteiras e sorrindo.

A torre abre todos os dias das 9 às 17. O ingresso custa 3 Euros (não há meia entrada) e é vendido na entrada da torre.

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

Cheguei!!! A vista é linda!

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

Pronto! Agora é só descer os 500 degraus. O primeiro lance tem que ser de ré.

Torre Garisenda

Sua inclinação foi cantada em verso por Dante Alighieri na Divina Comedia (Inferno, XXXI): “qual pare a riguardar la Garisenda/sotto ‘l chinato, quando un nuvol vada/sovr’essa sì, che ella incontro pensa…”

Ela fica bem ao lado da Torre degli Asinelli, sua inclinação é de 3,22 m e não pode ser visitada. A torre já foi mais alta, mas para evitar que desabasse, uma drástica decisão resolveu ” cortar” 12 dos seus 60 metros de altura.

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

A vista da Torre Garisenda a partir da torre degli Asinelli até parece baixa, mas tem 48 metros!

Curiosidade: você sabia que a largura oficial do tagliatelle cozido (depositada na Accademia Italiana di Cucina) deve ser exatamente 8 milímetros? Isso corresponde a 12.270 partes da Torre degli Asinelli!

Torre degli Asinelli - Italiana Blog

Me apaixonei mais por Bolonha vendo-a de cima! Olha a cor! É o famoso rosso bolognese.

Leia também

Tá na dúvida se coloca ou não coloca Bolonha no itinerário de sua viagem? Leia o post com os 7 motivos para alfinetar Bolonha no seu mapa.Que tal um passeio gastronômico pelos mercados de Bolonha? Aqui você encontra um roteiro com mapa!A receita original do tagliatelle você encontra aqui!

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

2 Comentários

Deixe uma Resposta