As atrações da cidade de Bolonha são suficientes para encher vários dias da sua viagem. A maioria delas ficam no centro histórico da cidade e estão muito perto uma das outras; dá pra fazer tudo à pé tranquilamente!

Neste post vou despedaçar a praça mais importante da cidade pra você: a Piazza Maggiore, a partir de onde sugiro que comece a explorar a cidade.

piazza maggiore

Vista do alto da Piazza Maggiore

Se você ainda está na dúvida se coloca ou não Bolonha no seu mapa, clique aqui para ler o post “7 motivos para colocar Bolonha no seu mapa“. Certeza que vão vai querer deixa-la para trás…

Piazza Maggiore

A Piazza Maggiore – ou somente piazza para os locais – foi realizada por vontade do Papa Pio IV e construída em 1564.  Aqui se cruzava o “cardo” e o “decumano”, as artérias principais do traçado das cidades romanas e vários edifícios tiveram que ser demolidos para abrir o espaço para a construção da praça. Resquícios de época romana podem ser vistos no percurso subterrâneo da Salaborsa (leia abaixo).

Há muitos anos este é o ponto de encontro dos estudantes da universidade mais antiga da Itália. Meu tio (aquele, bolonhês do ragù, clique aqui para conhece-lo) me conta que em sua época existiam somente duas rodinhas de conversa na praça. Uma cujo assunto principal era política e a outra cujo assunto era o esporte. A “noitada” consistia em ir de uma à outra, discutindo, fumando e bebendo.

piazza-maggiore-11

Piazza Maggiore é o local onde pulsa o coração da cidade, o núcleo a partir do qual a cidade se expandiu. Ainda hoje tudo acontece em torno desta praça; em seus arredores encontram-se lojas de todo o tipo, bancos, museus, galerias, bibliotecas, bares e as melhores ruas do comércio gastronômico. Enfim, é onde a cidade acontece e o lugar ideal para começar a visitar Bolonha.

Em frente a essa praça encontram-se em outras duas, menores: a Piazza del Nettuno e a Piazza Re Enzo. Alguns edifícios e atrações importantes estão localizados ali.

1 – Basílica de São Petrônio
2 – Fontana del Nettuno
3 – Palazzo del Podestà
4 – Palazzo Re Enzo
5 – Palazzo dell’ Accursio (ou Palazzo Comunale)

 1 – Basilica di San Petronio

piazza-maggiore-06

Basilica di San Petronio – Piazza Maggiore

A Basílica de San Petronio é somente um pedaço daquela que foi concebida para ser a maior igreja do mundo! Sua construção começou em 1390 e foi interrompida em 1663, sem nunca ter sido concluída. Somente a parte inferior da fachada da basílica é revestida de mármore branco e rosa, a parte superior ainda é de tijolos. Mesmo com o projeto executado pela metade, hoje San Petronio é a quinta maior igreja católica do mundo, com 132 metros de comprimento por 66 de largura.

Cuiorsidades sobre a Basilica di San Petronio

  • A Basílica é um dos alvos católicos do mundo mais ameaçados pelo extremistas islâmicos. Isso porque uma das capelas de seu interior possui um afresco de Giovanni da Modena que representa Maomé no inferno, seminu e sofrendo. Nem sempre a Cappella Bolognini encontra-se aberta para visitação, tentei por várias vezes visita-la, mas só consegui em março de 2015.  O controle de segurança para entrar na igreja estava gigantesco, o que é um pouco assustador. Mas uma vez lá dentro, esqueci que algum extremista poderia ter plantado uma bomba ali para se vingar de Maomé  no inferno…
  • Em 1530 Carlo V foi coroado Imperador do Sacro Império Romano dentro da Basílica de San Petronio (uma parte da cerimônia também foi realizada no Palazzo D”Accursio);
  • Uma parte do Concílio de Trento (cujo objetivo era “conciliar” católicos e protestantes e que durou 18 anos) foi realizada na basílica;
  •  Em 1508 foi instalada uma escultura de Giulio II executada por Michelangelo foi colocada acima de uma das portas da basílica, mas depois de 3 anos foi destruída pela população;
  • No interior da Basílica encontra-se a maior meridiana do mundo! Possui 66,8 metros de comprimento e mede o equivalente a 0,0006 partes da circunferência terrestre;

  • A Basílica de São Petrônio somente foi consagrada em 1954.

2 – Fontana del Nettuno

piazza-maggiore-10

Fontana del Nettuno – Piazza del Nettuno

Projetada por Giambologna, foi colocada na praça em 1564. A fonte do deus dos mares é um dos símbolos da cidade, junto com as “Duas Torres”, é imponente e não dá para passar despercebida. Observe como as pessoas ao seu redor olham insistentemente para os relógios ou celulares como se estivessem esperando alguém…bom, eles estão mesmo!  A fonte é o clássico ponto de encontro dos bolonheses.

Leia aqui sobre as torres de Bolonha: Asinelli e Garisenda

Curiosidade

  •  apesar de ter sido encomendada por sacerdotes, a fonte é bem…digamos… erótica. A água da fonte brota dos seios de 4 sereias que apertam os mamilos e que estão sentadas “de cavalinho” em golfinhos;
  • na parede da fonte pode-se ler “fori ornamento, populi commodo, aere pubblico” (para a beleza da praça, para o povo, com o dinheiro público). O povo levou a segunda definição ao pé da letra e começou a usar a fonte para lavar roupas e verduras. Foi necessário cercar a fonte (até 1888) para evitar seu mal uso;
  • durante as duas guerras mundiais a fonte foi desmontada e guardada em lugar seguro para evitar sua destruição;

  • eis uma das lendas urbanas mais desconcertantes da história da cidade: se você se colocar aos pés da escadaria da Sala Borsa, de costas para a Via Indipendenza e olhar para a estátua, vai ver os reais “atributos”  de Netuno, o deus dos mares… se é que me entende…

3 – Palazzo del Podestà

Bologna_Palazzo_Podesta

Palazzo del Podestà – Piazza Maggiore

Bem em frente à basílica está o Palazzo del Podestà, é um complexo arquitetônico do século XIII formado por 3 edifícios (Palazzo del Podestà, Palazzo Re Enzo e Palazzo del Capitano).

Aqui encontra-se o Bologna Welcome, o escritório de informações turísticas da cidade. Informe-se sobre os eventos que estão acontecendo em Bolonha com as atendentes. Alguns passeios guiados são oferecidos para os turistas por preços módicos. Recomento o tour gastronômico pelo Mercato di Mezzo, realizado apenas em alguns meses do ano.


Leia sobre o Mercato di Mezzo clicando aqui

4 – Palazzo Re Enzo

piazza-maggiore-03

Palazzo Re Enzo – repare no lampião na parede lateral. Ele tem 3,5metros! – Piazza Maggiore

piazza-maggiore-13

Construído entre os anos de 1244 e 1246, possui uma linda fachada medieval. Apenas 3 anos após sua construção, recebeu como “hóspede” ilustre: Re Enzo, o filho de Federico II, que foi feito prisioneiro por 23 anos, até sua morte. Seu corpo foi sepultado na Basílica di San Domenico, onde se encontra até hoje.

Curiosidade

  • A passagem por baixo dos pórticos entre a Piazza del Nettuno e a Piazza Re Enzo possui um efeito acústico onde é possível brincar de telefone sem fio com um amigo. Basta posicionar-se em um dos pilares que sustentam a Torre dell’Arengo e cochichar na parede. Sua voz vai correr pelas voltas da construção até chegar ao outro lado;
  • piazza-maggiore-12Um lampião colocado em uma das laterais do Palazzo tem uma ligação direta com as maternidades da cidade e se acende toda vez que nasce uma criança.

 

5 – Palazzo D’Accursio (ou Palazzo Comunale)

piazza-maggiore-02

Palazzo Comunale ou Palazzo d’Accursio – Piazza Maggiore

Palazzo d’Accursio é na verdade um conjunto de edifícios que, por mais de 700 anos, foi centro do poder político de Bolonha. Em 2008 todos os departamentos da prefeitura foram transferidos para um novo prédio, atrás da estação central ferroviária e hoje o edifício é sede de importantes museus.

Curiosidades

  • Uma parte da coroação de Carlo V como Imperador do Sacro Império Romano aconteceu aqui e a outra parte na Capela Farnese, dentro da Basílica de San Petronio. Para unir os dois locais foi construída uma passarela suspensa, que passava sobre a Piazza Maggiore, de onde o povo acompanhava a cerimônia. Porém, a passarela caiu e fez muitas vítimas.

A Biblioteca Salaborsa funciona dentro do Palazzo Comunale e merece ser visitada por vários motivos: o wi-fi gratuito, o café charmoso, a área arqueológica subterrânea, a possibilidade de ler jornais e revistas no saguão e a área dedicada às crianças.

piazza-maggiore-04

Saguão da Biblioteca Salaborsa – Piazza Maggiore

A biblioteca Salaborsa parece uma continuação coberta da Piazza del Nettuno. O vai e vem continua degraus acima para uma das bibliotecas mais agitadas e interessantes que já visitei na Itália.

É bacana pois ela foi realizada para que os cidadãos realmente pudessem usufruir de sua utilidade. Várias iniciativas culturais acontecem ali diariamente, vale a pena consultar  a programação no site (veja abaixo).

A arquitetura do edifício, reformado em Parte do chão é de vidro e pode-se ver escavações arqueológicas do seu subterrâneo, que também pode ser visitado. Lembre-se que o Palazzo Comunale foi construído sobre ruínas romanas!

É um passeio que também agrada muito às crianças. Levei minhas filhas para visitar as escavações e depois fomos conhecer a área kids, super colorida e com atividades para os pequenos. Foi o maior sucesso!

Na prática

Basilica di San Petronio
Aberta todos os dias das 7h45 às 13h30 e das 15 às 18h00.

Palazzo Comunale
Aberto ao público  todos os dias das 6h30 às 20h00. Algumas salas e mostras tem horário diferenciado. Informe-se clicando aqui.

Biblioteca Salaborsa
Entrada pela Piazza del Nettuno. Informe-se sobre os horários de abertura aqui.

Leia também outros posts sobre a cidade de Bolonha clicando aqui

banner-afiliados

Fotos Ana Grassi e Wikimedia Commons

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

4 Comentários

  1. Maisa Bichir on

    Olá ANA Grassi tudo bem? Estive ontem em Bolonha e segui o seu roteiro, adorei, parabéns. Fomos almoçar no restaurante grotta azurra e falamos para o dono sobre o seu blog e ele ficou muito contente. Comemos uma pasta à bolonhesa maravilhosa. Como vc pode observar foi de grande utilidade suas dicas 👏👏👏

    • Ana Grassi on

      MAisa, que deliciaaaaaaaa… Bom saber que aproveitaram!
      Obrigada pelo relato!
      Beijos,
      Ana

Deixe uma Resposta