Brunello di Montalcino – o pequeno burgo de Montalcino, localizado nas colinas do Val d’Orcia, é conhecido como a capital do vinho Brunello e oferece inúmeras opções de vinícolas a serem visitadas e vinhos a serem degustados. Para você não se perder na sua escolha, preparei uma lista das minhas vinícolas preferidas da região para você acertar em cheio!

Mapa com indicação das vinícolas – Brunello di Montalcino

1 – Marchesi Frescobaldi – Tenuta di Castelgiocondo

Produtores de vinho há mais de 700 anos. A vinícola fica quase que inteira no subsolo, como uma “cripta do vinho”, onde os Brunello se afinam por anos e anos. Além dos Brunello de diferentes safras, experimente: Riserva Ripe al Convento e Merlot Lamaione.

Brunello di Montalcino

Site: www.frescobaldi.it  e www.castelgiocondo.it
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira  das 11 às 15 horas (somente sob reserva)
Valor: degustação de 3 vinhos, queijo pecorino e axeite de oliva por 50 Euros.

2 – Tenuta Caparzo

Uma das vinícolas que ajudou a transformar o Brunello em um vinho mítico! Experimente o Brunello La Casa (com uvas de um único vinhedo), o Rosso di Montalcino La Caduta e o branco Le Grance (Chardonnay, Sauvignon Blanc e Traminer).

Site: www.caparzo.it
Horário de funcionamento: de segunda à domingo das 9 às 18 horas (reserva aconselhada)
Valor da degustação: 4 vinhos por 18 Euros.

3 – Casato Prime Donne

Uma vinícola que é porta bandeira do movimento “enologia pink”, ou seja, proprietária da vinícola e enóloga são mulheres. Experimente o Brunello DOCG Selezione Prime Donne (selecionado por sommeliers do sexo feminino) e o Rosso di Montalcino, afinado por 2 anos em barris de carvalho.

Site: www.cinellicolombini.it
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira das 9 às 13 horas e das 14 às 18h00 (somente sob reserva)
Valor: degustação de 3 vinhos, queijo pecorino e axeite de oliva por 50 Euros.

4 – Cantina di Montalcino

É a única cooperativa da região econta com centenas de sócios. O novo projeto arquitetônico da cantina mistura aço, madeira, tecnologia e natureza e é uma ambiente muito agradável para degustar não só Brunello, mas outros vinhos da região, como Poggio dal Sasso Bianco (vermentino).

Brunello di Montalcino

Site: www.cantinadelmontalcino.it
Horário de funcionamento: de segunda à sábado das 9 às 1 horas (reserva aconselhada)
Valor: degustação de 2 vinhos com visita à cantina por 10 Euros.

5 – Castello Banfi – Poggio alle Mura

A vinícola foi fundada pelos irmãos ítalo-americanos Mariani em 1978 com o objetivo de elaborar vinhos de qualidade em grande escala. É possível degustar os vinhos, almoçar e visitar a vinícola. Leia o post exclusivo do Castello Banfi, clicando aqui.

Site: www.castellobanfiilborgo.com
Horário de funcionamento: das 10 às 19h30 (de 25 de março até 12 de novembro), das 10 alle 18h00 (de 2 dejaneiro a 24 de março e de 13 de  novembro a 31 de dezembro).
Valor: depende da escolha do vinho a ser degustado.

6 – Máté Winery

A vinícola de Ferenc Máté, autor do best seller “Um vinhedo na Toscana”, que saiu da Hungria, comprou terras em Montalcino e em 3 anos conseguiu elaborar  um dos melhores Brunello da região. Leia o post exclusivo sobre esta vinícola clicando aqui.

Site: www.matewine.com
Horário de funcionamento: de segunda à sexta, somente com reserva.
Valor da degustação: a partir de 15 Euros por 3 vinhos.

7 – Biondi Santi – Tenuta Greppo

Brunello di Montalcino

Uma das mais tradicionais vinícolas produtoras de Brunello, a qualidade se seus vinhos foi atestada já em 1867, na EXPO de Paris. Não deixe de experimentar o Brunello DOCG Riserva.

Site: www.biondisanti.com
Horário de funcionamento: de segunda à sexta-feira (reserva obrigatória)
Valor da degustação: a partir de 60 Euros

8 – Caprili

Uma vinícola fundada em 1965, que não tinha como objetivo ser produtora de Brunello, mas que se transformou em uma das vinícolas mais prestigiadas da região. Além dos Brunello, experimente o branco Settimia (uva vermentino).

Brunello di Montalcino

Site: www.caprili.it
Horário de funcionamento:visita guiada à vinícola com degustação às 11h00 em italiano e às 15h30 em inglês.

Leia Também! Mais posts sobre as regiões vinícolas da Itália, clicando aqui!!

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

Deixe uma Resposta