De dois em dois anos, Veneza torna palco de uma das maiores exposições de arte do mundo. De maio a novembro, admiradores de pintura, fotografia, arquitetura, escultura, cinema, dança, teatro e música voltam seus olhos para essa grande mostra artística que reúne artistas e críticos do mundo todo! Descubra como é a Bienal de Veneza!

Você também poderá gostar?

Onde dormir em Veneza?

10 atrações imperdíveis em Veneza!

Os melhores restaurantes românticos de Veneza!

Roteiro de dois dias por Veneza!

Fotos retiradas do site oficial da Bienal.

Aonde acontece a Bienal de Veneza?

Obviamente, em Veneza!

A Bienal de Veneza se concentra oficialmente em dois pontos de exposição: o Arsenal e o Giardini, um antigo complexo de estaleiros e um parque público, respectivamente. Cada um destes pontos, sozinho, já apresenta uma infinidade de obras únicas, que podem ou não fazer parte de uma exposição que se divida nos dois polos da bienal.

“Ver tudo” na Bienal de Veneza é humanamente impossível. Existem muitas obras em exposição simultaneamente e algumas delas vão sendo substituídas com o passar dos meses. Então uma boa dica para quem vai à bienal é não se estressar com o monte de coisas que você não viu, apenas se alegre com o tanto que conseguiu ver!

Apesar das exposições tradicionais da bienal ocorrerem em locais específicos e delimitados, a cidade toda acaba se enchendo de arte! Pois as exposição atraem dezenas de artistas que muitas vezes sentem a necessidade de expor sua arte ao grande público de Veneza. Portanto, muitas ruas, praças e galerias da cidade expõem obras e performances de artistas durante a bienal, fazendo com que Veneza respire arte por quase um semestre!

Bienal de Veneza 2019

Este ano, a bienal leva o nome “May You Live In Interesting Times”, parafraseando um ditado inglês que denota criticismo à época em que vivemos. Logo, muitas das exposições e obras desta 58ª Bienal de Veneza procuram escancarar as crises dos tempos modernos. Temas como disseminação de Fake News, crises de refugiados e inteligência artificial são alguns dos apresentados pelos artistas neste ano.

A primeira Bienal de Veneza ocorreu em 1895, mais de 120 anos atrás! Inicialmente, os artistas eram exclusivamente europeus, mas com o passar das décadas, a crescente globalização e os movimentos de inclusão fizeram com que a bienal se tornasse um antro de diversidades, com artistas do mundo todo!

Este ano, a bienal conta com mais de 70 artistas convidados oficialmente e com dezenas de pavilhões nacionais espalhados por Veneza, cada um exibindo artistas e obras de um país específico! Em 2019, a curadoria da Bienal de Veneza, liderada pelo curador-chefe Ralph Rugoff, apostou em artistas jovens, a maioria mais nova do que 40 anos! É uma das primeiras edições em muito tempo onde todas as obras em exposição são de artistas ainda vivos, numa tentativa de modernizar o evento como um todo.

A se considerar…

Se você planeja visitar uma Bienal de Veneza, vá, mas vá com consciência do que está se metendo. Pois se Veneza já é por padrão um lugar extremamente almejado por turistas, durante a bienal a cidade se torna ainda mais visitada! Se você visitar Veneza durante a bienal E durante a alta estação, tenha certeza que você encontrará a cidade no seu estado mais cheio possível, com muita gente, poucos lugares em hotel e com preços inflados.

A organização do evento também fez campanhas de conscientização sobre o lixo, já que as ruas e praças de Veneza acabavam sofrendo uma sobrecarga de embalagens, garrafas e outros itens durante os meses da bienal. Eles pedem encarecidamente para que os visitantes tentem ser responsáveis e conscientes com seu lixo gerado.

A Bienal de Veneza é um dos maiores aglomerados artísticos do mundo! É a “Fantástica Fábrica de Chocolate” das exposições de arte, um verdadeiro mundo de obras e artistas. Quem quiser se aventurar por esta bienal ou numa próxima, planeje com antecedência, pesquise e se informe sobre a cidade de Veneza, locomoção, hospedagem e sobre as exposições da bienal em si. É um evento grandioso, que exige esforço para empreitar mas que sem dúvida tem muito a oferecer!

Leia também:

10 atrações imperdíveis em Milão!

Onde dormir em Verona?

Gostou deste post? Salve ele no seu Pinterest!

Compartilhe!

Sobre o autor

Avatar

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

Deixe uma Resposta