Este post faz parte da série Roma aos Pedaços, que traz uma descrição das principais atrações da cidade em ordem cronológica.

Clique aqui para ir ao índice e conhecer os outros posts da série.

As atrações da Roma Medieval estão assinaladas no mapa em verde.

ROMA MEDIEVAL (SÉC. X A XV)

Com a queda do Império Romano do Ocidente, a época áurea romana foi ficando para trás e no século IV  Roma não passava de um burgo com alguns milhares de habitantes. Nos séculos VIII e IX a importância do Papado tornou-a um pouco mais vigorosa, somente para afunda-la ainda mais na miséria em 1309, quando o papado se transferiu para Avignon.

Certo, o que mais se vê na Roma de hoje são vestígios da potente época Imperial, mas obviamente os 1.000 anos da Idade Média deixaram traços por lá também.

IGREJA DE SAN CLEMENTE

História em camadas. É assim que esta igreja se apresenta a seus visitantes. No nível da rua, uma igreja do século XII, um nível abaixo uma igreja do século IV e mais abaixo ruínas de edifícios romanos e um templo dedicado a Mitras.

san-clemente_600x406

SANTA MARIA IN TRASTEVERE (século XII)

A igreja foi construída por ordem do Papa Inocêncio II com o mármore proveniente das Termas de Caracalla e foi a primeira igreja de Roma dedicada à Nossa Senhora. Ainda conservam-se dentro da igreja fragmentos de manuscritos, pedras de sarcófagos, antigos afrescos e ruínas da antiga basílica.

santa-maria-trastevere_600x800

SANTA MARIA IN COSMEDIN

Sob seus pórticos se encontra a famosa Bocca della Verità. O que se vê hoje da fachada da Basílica é o aspecto que ela tinha entre os séculos VII e XIII, mas sua construção começou no século VI sobre ruínas de edifícios romanos.

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

Deixe uma Resposta