A Estrada do Barolo

No norte da Itália, na região do Piemonte, existe um lugar que parece ter saído dos livros de fábulas infantis. É a região do Langhe, onde doces colinas cobertas de parreirais de uvas nobres se encontram com os Alpes e seus picos perenemente nevados. No topo de cada colina, ergue-se um castelo medieval…

Strada Barolo - Italiana Blog

A região foi incluída como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2014.

Nesta privilegiada região são elaborados os vinhos mais apreciados do mundo, como o Nebbiolo, o Barbera, o Dolcetto e o famoso BAROLO.

Para que vocês não fiquem perdidos perguntando onde é que está a estrada do Barolo, já vou logo esclarecendo: a Strada del Barolo não é UMA estrada e sim um conjunto de estradas estreitas que liga um aglomerado de cidadezinhas entre si. A estrada você é quem faz, decidindo ir aqui ou ali primeiro, ou seja, você personaliza seu caminho. Que tal?

O vinho Barolo

O rei dos vinhos, o vinho dos reis“, assim é conhecido o Barolo, um vinho elaborado exclusivamente com uvas Nebbiolo, que segue normas rígidas de produção e que no mundo do vinho é definido como uma obra de arte.

Uma das regras é a que determina que o vinho deve envelhecer pelo menos 38 meses antes de ser consumido – 18 deles em barril de carvalho. Os vinhos de Reserva envelhecem 62 meses com o mesmo tempo de passagem em barril.

Mas para se chamar Barolo não basta que o vinho seja elaborada com uvas nebbiolo e que siga as rígidas normas de elaboração. As uvas tem que ser provenientes de uma destas 11 comuni (cidades): Barolo, Serralunga D’Alba, Cherasco, Verduno, Roddi, La Morra, Grinzane Cavour, Castiglione Falletto, Diano d’Alba, Novello e Monforte d’Alba.

Strada Barolo e Serralunga d'Alba - Italiana Blog

Eu e minha amiga Magê, autora do Milão nas mãos.

Em março, visitei a região e conheci algumas destas cidadezinhas, minha passagem foi rápida, mas como lá tudo é pertinho, deu para conhecer bastante coisa e tomar muito vinho.

Vinícolas

ETTORE GERMANO

A vinícola Ettore Germano é uma das mais prestigiadas da região e é lá que Sergio Germano, um apaixonado pela viticultura nos recebe com um largo sorriso e justifica sua paixão dizendo que em suas veias corre vinho, não sangue.

Ele, então, nos leva para um passeio didático pelos parreirais do Nebbiolo. Havia nevado e a vindima já havia sido realizada, mesmo assim a paisagem era mozzafiato (aprendam esta palavrinha em italiano que quer dizer “de tirar o fôlego”). Quero muito voltar lá na época da colheita.

Strada Barolo e Serralunga d'Alba - Italiana Blog

A neve derretendo…mas ainda está um frio! Brrrr…

Após o passeio (por volta das 11 da manhã), começamos a degustação. Olha, se tem uma coisa que Sergio não tem é dó de abrir garrafas. Abriu um não-sei-quanto de garrafas de Barolo de diversas safras, Dolcetto, Barbera…

Claro que nas degustações muitas vezes o vinho é “desprezado” num recipiente apropriado para evitar o embriagamento. Mas, gente… eu ia desperdiçar aquilo???? Olha pra mim! De jeito nenhum! Tomei tudo o que ele me ofereceu e ainda repeti alguns!

A dica de ouro da Ana neste caso é: contrate um motorista! Eu não tinha a preocupação de dirigir e pude me esbaldar, mas claro que se você vai pegar a direção, não pode se dar a esse luxo!

MARCHESI BAROLO

Marchesi Barolo é uma cantina histórica que funciona no antigo castelo do Marquês Falletti. Diz-se que foi dali que saiu a primeira garrafa do vinho Barolo.

O interessante desta vinícola é que alguns salões continuam como eram há mais de 200 anos atrás. Existe também uma sala onde são conservadas 36 mil garrafas de Barolo do século XVIII até hoje. É a história da vinícola engarrafada!

Strada Barolo e Barolo - Italiana Blog

A cidadezinha de Barolo.

Existem muitos hotéis charmosos na região e eu aconselho que durmam por ali uma ou duas noites para aproveitar a região. Caso prefira, pode dormir em Turim, que fica a apenas uma hora de viagem.

Leia mais sobre vinícolas na Itália:
Na região do Chianti: Cantina Antinori
Na região da Franciacorta: Berlucchi

 

Procure sua hospedagem aqui:

O blog ITALIAna é afiliado do Booking, isto significa que de cada reserva feita a partir do blog, recebemos uma pequena comissão. É importante salientar que ao reservar a partir do blog, NÃO HÁ ALTERAÇÃO NENHUMA DO VALOR DO PREÇO, muito pelo contrário! Você pode conseguir tarifas com descontos na maioria dos hotéis. Isto quer dizer que você não pagará nada a mais por isso e ainda estará ajudando a manter o o blog no ar, com conteúdo de qualidade!

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

10 Comentários

  1. Olá Ana!

    Adorei o seu relato. Gostaria de saber se você ainda tem o contato do serviço de motorista utilizado. Foi o mesmo para todos os dias?!
    Obrigada

    Cecilia Saad

    • Ana Grassi on

      Oi Cecilia, tudo bem? Quem estava dirigindo era um amigo…não contratei motorista.
      Baci,
      Ana

  2. Olá Ana, para visitar a vinícola Ettore Germano foi necessário reservar? O tour tem opção de idioma inglês? Qual o custo da visitação com degustação?

    • Ana Grassi on

      Oi Rafael, foi necessário reservar, sim. Existe a possibilidade de fazer o tour em inglês. Como compramos vinho, a degustação não foi cobrada, mas sei que o valor cobrado depende do tipo de degustação escolhida. É melhor entrar em contato com eles antes.
      Bom passeio!
      Ana

  3. Eliana Lima on

    Boa noite, Ana, como faço para alugar carro com motoristas em Piemonte e Liguria?

  4. Marco Cesar Queiroz on

    Oi Ana
    Você poderia me dar contato para contato de motorista na região de Barolo!
    Vc faz plano de tour para esta região?
    Obrigado
    Marco

  5. Olá tudo bem?
    Essas vinícolas são próximas? Vc não pagou degustação na ettore pa vc comprou vinhos certo? É a outra? São as melhores?

    Obrigada pela ajuda

Deixe uma Resposta