Garanto que leu o título “Turismo no norte da Itália”  logo pensou  em Veneza e Verona, certo?  Tudo bem, estas são mesmo as cidades clássicas de uma viagem para o norte da Itália e que muito provavelmente já estão alfinetadas – ou quase – no seu mapa.

Mas já parou pra pensar que o  norte da Itália não se resume a estas belezuras de cidades?

Passei março todo explorando esta região: revisitei cidades, conheci lugares novos, descobri novos restaurantes e vinícolas e voltei (como sempre) com uma lista enorme de lugares que ainda quero conhecer.

norte da Itália tem um pouco de tudo o que um turista vai procurar no país: você vai encontrar doces colinas cobertas de parreirais, ciprestes ladeando a estrada, altas montanhas protegendo cidades, muita história, arte, cultura, boa gastronomia e só para fechar com chave de ouro (ou abrir, pois meu roteiro começou dali), regiões onde se fabricam alguns dos melhores vinhos italianos.

Venha comigo e descubra que a Itália é mesmo infinita e surpreendente!

Muito provavelmente para executar este roteiro você chegará em um dos aeroportos de Milão. Então, podemos começar dali mesmo, o que acha?

MILÃO

A cidade sede da Exposição Mundial de 2015 (leia o post O que é a EXPO para entender do que se trata) pode parecer uma cidade sem muitos atrativos para a maioria dos turistas, que passa um dia por ali, visita o Duomo e vai embora.

Confesso que já fui uma destas pessoas. E para me redimir, hoje  não canso de cantar as maravilhas da cidade.

Na verdade, Milão foi me seduzindo aos poucos, me surpreendendo a cada nova descoberta. Me rendi completamente no dia que visitei um jardim repleto de flamingos a poucos passos do centro!

Milão tem atração para todo gosto. Se gosta de moda, vai se esbaldar no Quadrilatero della Moda, para quem gosta de arte, que tal visitar A Última Ceia, obra prima de Leonardo Da Vinci? Para os amantes de futebol tem o estádio San Siro, para quem gosta de boemia o Naviglio Grande é a boa da noite.

Isso tudo, claro, sem falar do esplêndido Duomo. Uma majestosa construção de mármore que arranca suspiros e Ah!s e Oh!s de gente do mundo todo.

Leia aqui todos os posts sobre Milão.

Milano-duomo-terrazze (Copy) Milano-santa-maria-delle-grazie (Copy)

TORINO

Com o título de primeira capital da Itália,  Torino ainda mantém um certo ar aristocrático em sua arquitetura e modo de vida de seus habitantes.

As 3 maiores atrações são:

– o Palazzo Reale,

– a Mole Antonelliana, símbolo da cidade e sede do Museu Nacional do cinema, capaz de deixar qualquer cinéfilo de boca aberta;

– o Museu Egípcio, o segundo mais importante do mundo depois do museu do Cairo.

Mas e os cafés? Como resistir aos cafés históricos espalhados pelo centro, cada um com sua particularidade? E as praças, com seus artistas de rua?

Como se não bastasse a beleza arquitetônica da cidade, a natureza também foi bem generosa com Torino que fica numa planície. A vista que temos da cidade é espetacular, pois os Alpes a abraçam em toda a parte nordeste com seus picos perenemente nevados.

Torino-mole (Copy)

Torino (Copy)

A vista da janela do meu quarto.

Torino1 (Copy)

LANGHE / BAROLO

E já que estamos na região do Piemonte, fui visitar a região denominada Langhe, que desde junho de 2014 foi incluída na lista de Patrimônio da Unesco devido a sua beleza natural e histórica.

Ali são elaborados um dos vinhos mais famosos e apreciados do mundo: o Barolo.

A Strada del Barolo serpenteia pelas colinas da região e no topo de cada uma delas tem um castelo, ao longe avistamos os Alpes perenemente nevados, tudo isso com um cálice de vinho na mão. Se não é o Paraíso, e a estrada para chegar lá!

Sugiro que visitem duas vinícolas: a Ettore Germano, familiar e jovem, mas com vinhos premiadíssimos; e a Marchese Barolo, tradicional e imponente cuja sede fica bem no meio da cidadezinha de Barolo.

Clique ali para ler o post sobre a Strada del Barolo.

Langhe (Copy)

BERGAMO

Uma cidade dividida em duas.

Basta subir no funicular para deixar para trás uma Bergamo jovem dinâmica e moderna e chegar em um burgo cheio de estradinhas estreitas que serpenteiam morro acima. Bergamo Alta, ou simplesmente Città Alta, é uma joia medieval que mantém suas características arquitetônicas há 4 séculos.

Não deixe de tomar um café na Piazza Vecchia e subir na torre cívica (Campanone), para ter uma vista panorâmica espetacular e entender o que estou falando!

Bergamo-Alta (Copy)

A vista de cima do Campanone (Torre Cívica)

FRANCIACORTA

A região que dá nome ao espumante mais apreciado na Itália… Ops! Chamar o Franciacorta de espumante é erro gravíssimo, passível de olhares tortos: não cometa esta gafe!

A região compreende 21 comuni dedicadas a elabora um vinho com o método champenois, o mesmo do champagne francês. Além de visitar as vinícolas de Franciacorta, aprecie também a gastronomia local, com peixes pescados ali mesmo, no Lago d´Iseo.

Minha sugestão é a vinícola Contadi Castaldi, que funciona num lindo prédio que antigamente abrigava uma olaria e que produz FANTÁSTICOS Franciacorta. Fique com o Satèn, de preferência da safra de 2007.

Leia mais sobre a região da Franciacorta clicando aqui.

Lago-Iseo-1 (Copy)

Calçadão ao longo do Lago, na cidade de Iseo.

Contadi-Castaldi-fachada (Copy)

Esta vinícola está onde antigamente funcionava uma olaria. As fornalhas se transformaram no lugar ideal para o vinho repousar.

PADOVA

Sim, a cidade do santo português Antônio fica na Itália. Além da Basílica, tem muita coisa para se fazer na cidade.

Para saber sobre Padova leia aqui no blog:

Padova além do Santo

Roteiro de 4 dias em Padova

Todos os posts sobre Padova

Padova-Prao-della-valle-2 (Copy)

A segunda maios praça da Europa é a Prato della Valle, em Padova. Ideal para um picnic.

VERONA

A cidade de Romeu e Julieta e da Arena Romana continua sendo o destino preferido de casais românticos. Mas, Verona oferece muito mais que isso.

Leia no post Roteiro de um dia em Verona, o que pode fazer por lá!

verona-post

A paisagem invernal de Verona também é maravilhosa!

VENEZA

Bem que eu tento, mas raramente consigo deixar de dar uma passadinha em Veneza nas minhas viagens pela Itália. Surpreendente, tem um certo magnetismo que me atrai. Talvez pelo fato da minha origem italiana ser de lá (sim, a família Grassi é proveniente de Veneza!).

Em março segui os passos de Casanova, o personagem mais mulherengo de toda a história veneziana!

Leia no post Roteiro de um dia por Veneza o que deve fazer se tiver só um dia por lá.

Para um completo Manual de Instruções para Veneza, clique aqui.

Leia todos os posts sobre Veneza clicando aqui.

vene (Copy)

veneza-campo-santa-margherita (Copy)

O Campo Santa Margherita em Veneza mais parece uma cidadezinha do sul da Itália com os varais cheios de roupas.

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

20 Comentários

  1. Olá
    Como sempre: posts incríveis!!!
    Dicas valiosas!!!
    Minha família vem de Pádova e eu já conheço essa e algumas das cidades que você descreveu.
    Usei suas dicas na viagem que fiz para Toscana, em junho p.p.
    Vou dar uma sugestão: que tal um roteiro para Riviera Italiana???
    Tenho muita vontade de fazer esse roteiro na próxima ida à Itália 😉

    Bacio

  2. Ana, adoro a Itália e em junho vou aos Alpes Italianos. Já li seu post com dicas para o inverno, mas senti falta do roteiro. Se puder opinar sobre o meu, agradeço imensamente. Não queria perder nenhuma jóia escondida num vale. Saio de Verona de carro e passo um dia na região do Lago de Garda, costeando-o e pernoitando em Riva del Garda. No dia seguinte vamos até Bolzano e ainda nao elegi uma cidade para ser a base. Li sobre Brixen. Sugestões? Trento vale uma parada? Incluí val di Gardena, Alpi di Siussi, Cortina, lago Misurina, val di Fassa. É uma viagem contemplativa ( imagino 3 noites/dias na região), mas espero reservar ao menos um dia para caminhadas. Mais uma vez obrigada e Parabéns pelo blog. Depois da visita, colocarei dicas no meu blog e convido vc a dar pitacos. Rsrs. Abraços!

    • Ana Grassi on

      Olá Marcia! Tem um post sobre minha ultima viagem de inverno, da qual voltei semana passada. O meu roteiro foi simples pois minha viagem não foi contemplativa, mas de experiências e, por isso, fiquei uma semana em cada cidade escolhida. É muito difícil opinar sobre o roteiro sem conhecer o perfil dos viajantes, o estilo e o objetivo da viagem.
      Mande-me um email e posso tentar ajuda-la,
      Baci
      Ana

  3. Ana Paula on

    É seguro ir de carro para cortina d’Ampezzo no inverno , mesmo quem não tem experência de dirigir na neve ? É preciso colocar corrente nos pneus ?

    • Ana Grassi on

      Oi Ana Paula, eu estou acostumada a dirigir na Itália mas não na neve. Foi bem tranquilo sim e não é necessário colocar corrente nos pneus, mas o uso de pneus de neve é obrigatório.
      Baci,
      Ana

  4. cynthia strougo on

    irei fazer essa rota em setembro. vc fez tudo de carro ou trem? chegarei por milao. qual outra cidade é a boa para pernoitar, e as q valem o bate-volta? obrigado. ler seu post me fez decidir/fechar esse roteiro, tava na duvida…

    • Ana Grassi on

      Fiz tudo de carro. Vc pode fazer base em Padova ou Verona também e bate e volta nas demais cidades!
      Buon viaggio,
      Ana

  5. Barbara Sturmer on

    Amei o relato, ajuda muito para quem está construindo um roteiro. Vamos para a Itália no dia 7 de novembro, chegaremos em Milão e voltaremos por Roma. Total 20 dias, estamos pensando em deixar a costa amalfitana de fora do roteiro e colocarmos o Alto Trentino e com as dolomita e cortina d Ampezzo Gostariamos de pedir uma ajuda para vcs Da pra fazer Verona, Lago de Garda ,Alto trentino e Cortina em 4/5 dias? É melhor ficar c base em Verona e tirar o dia pra passear ? Ou 2 dias em Bolzano ou outra cidadezinha? Será que Conseguimos esquiar um dia nestas datas? Muito obrigado Barbara

    • Ana Grassi on

      Oi Barbara, tudo bem? Que bom que o post te ajudou! Acho excelente a ideia de deixar a Costa Amalfitana de fora desta viagem de novembro. A Costa é mais bem aproveitada em outra época do ano.
      Sobre 4-5 dias é muito pouco para fazer tudo o que você está querendo e ainda esquiar. Eu aumentaria uns 3 ou 4 dias nesse percurso para faze-lo com calma.
      Se quer ir para Cortina e ainda esquiar, durma lá. O bate e volta é bem cansativo!
      Buon viaggio,
      Ana

  6. Ana, poderia me ajudar? Tenho 8 dias pelo norte da Itália (chegando em Milão) e estou em dúvida sobre quais seriam as melhores cidades. As que tenho em mente são Milão, Lugano, Veneza, Gênova e Florença. Quais valem mais a pena? Pretendo fechar em no máximo 3 cidades. Estou com crianças de 2 e 4 anos. Obrigada e parabéns pela página!

    • Ana Grassi on

      oi Ivelise tudo bem?

      A escolha da cidade deve levar em consideração vários fatores, como orçamento, meio de locomoção, época do ano, etc. Se quer escolher somente 3 cidades, eu ficaria com Veneza, Milão e Florença. Mas há uma infinidade de cidades menores que poderiam te atender como um destino de férias incrível.

      Se precisar de ajuda personalizada, consulte a página de Roteiros Perdonalizados: https://italiana.blog.br/roteiro-personalizado-italia/

      Baci,

      Ana

  7. Oi Ana! Eu vou fazer essa viagem agora em Março! Só vou incluir bologna no roteiro… Você acha que dá pra alugar um carro e ir passeando e escolhendo os hoteis que vou dormir no caminho ou é melhor sair com o hoteis escolhidos?

    • Ana Grassi on

      Oi Juliana, tudo bem? Sem dúvida nenhuma: reserve os hotéis antes. O check in e o check out já consomem um tempo considerável de sua viagem. Imagine o tempo que perderia tendo que procurar um hotel em uma cidade desconhecida! Não pense que é fácil encontrar quartos disponíveis de última hora na Itália…não é!
      Baci,
      Ana

  8. Edi Roveda Pezzini on

    Oi Ana.Estou tirando o máximo de proveito das dicas que tu dás prata as pessoas que escrevem.Mais ou menos são estes lugares que vamos do Norte da Italia.Estou adorando.Obrigada.Boa estadia no RS.

    • Ana Grassi on

      Que bom, Edi! Fico feliz em ajudar!
      Adorei a viagem para o RS. Obrigada!
      Baci,
      Ana

  9. claudia suelena on

    Olá Ana
    amei seu blog ! Vou para a SuiçA por 10 dias em metade de agosto e queria ir para o norte da itália por 5 dias o que me aconselha. Já conheço Veneza, Milão. Gostaria de dar uma nova passada em Veneza. Gostaria de conhecer Verona.
    Claudia

  10. Armindiara on

    Olá,AnaPretendo viajar em janeiro.Vc me aconselha a ir para o norte ou sul da Itália.Conheço Veneza e Florença.

  11. NEUSA DOS SANTOS on

    Oi Ana, preciso de sua ajuda: estou planejando uma viagem á Itália por 20 dias, gostaria de sua opinião de quem conhece para saber se será viável o roteiro que eu tenho em mente, não abro mão de conhecer: A COSTA AMALFITANA, CAPRI, E CINQUETERRE NA COSTA DA LIGÚRIA….É loucura? Uma ao Norte e outra no Sul? Será que é viável? Além destas, é claro que quero acrescentar outras cidades mais visitadas. Viajo só, POR ISSO GOSTARIA DE UM TOUR EM GRUPO. Devo chegar e sair por qual cidade???
    Espero poder contar com sua ajuda,
    Um abraço

Deixe uma Resposta