Bento em Vindima – Quem me dá as boas vindas quando chego em Bento Gonçalves é o aroma doce da uva madura, que escapa dos vinhedos carregados e perfuma toda a cidade.

IMG_9627

De janeiro a março acontece a festa chamada Bento em vindima – a colheita da uva – e um clima de alegre euforia toma conta da população que, de uma forma ou de outra, é muito ligada à terra e à lavoura.

Finalmente, chegou a hora de colher o produto de meses de trabalho árduo. E a safra deste ano promete: a mãe natureza cooperou e espera-se a elaboração de ótimo vinhos!

Como comemoração, as vinícolas preparam excelentes eventos para celebrar este momento e receber os turistas. Vou contar sobre alguns deles.

Bento em Vindima

Colheita ao luar – Vinícola Lovara

Já na minha primeira noite por lá me convidam para uma colheita ao luar na Vinícola Lovara. Após uma pequena introdução sobre degustação de vinhos, começam a servir os pratos do jantar. Cada um deles harmonizado com um determinado vinho.

Em seguida, todos recebem uma taça e se dirigem aos parreirais.

Bento Gonçalves

Com a lua cheia iluminando nossos caminhos, pegamos a cesta e começamos a “trabalhar”. Tudo regado a mais vinho, mais comida e boa música. O ambiente que se cria entre os presentes – até então desconhecidos – é de amizade e harmonia.

O passeio todo dura por volta de 3 horas e deve ser agendado na vinícola. Fantástica experiência!

Pisa das Uvas

No dia seguinte, minha carruagem me aguarda na frente do hotel: a jardineira de 1950 da empresa Giordani Turismo nos leva até a Vinícola Cainelli.

IMG_4771_600x450

Somos recebidos por um coral de senhoras de vestidos coloridos enfeitados de crochê. Me lembro muito da minha avó e me emociono já de cara.

Bento-gonçalves08

A casa de pedra da família está intacta; nos explicam que como a cidade se encontra sobre um derrame de basalto, a pedra era o material mais abundante que os imigrantes possuíam para construir seus lares.

No interior, objetos originais – alguns deles trazidos da Itália-  permanecem ali há quase um século e se misturam com artefatos produzidos pelos imigrantes, como o colchão de palha e o travesseiro de paina.

Bento em vindima

A neta de um dos imigrantes nos recebe e conta um pouco da história da difícil adaptação da família italiana no Brasil. Ela repete as palavras dos avós : “Aqui nós não temos nada. E não nos falta nada…”.

Somos convidados a caminhar até os parreirais. E em pleno verão, a névoa baixa dá o tom de mistério e quietude ao nosso passeio. Já debaixo dos parreiras recebemos nossas cestas e a colheita se inicia.

IMG_5571 A festa continua! O coral canta músicas italianas e o tuc-tuc chega carregado de gostosuras para o nosso merendim, o lanche da manhã que os imigrantes trabalhadores faziam na roça.

Bento-gonçalves09

Imitando os trabalhadores do início do século, colhemos uva, cantamos, comemos polenta brustolata sob os parreirais e, claro, bebemos vinho!

As risadas ficam por conta de Nei, que nos conta sobre suas recordações da infância, nos leva para um passeio de tuc-tuc e nos dá o apoio na hora de pisar na uva.

Bento-gonçalves11

Sim! O passeio se encerra com a pisa da uva. Dentro de uma tina é colocado o resultado de nosso trabalho matinal. Quilos de uvas são pisoteados ao som de gargalhadas e … mais vinho!

Sem dúvida este foi o ponto alto de minha viagem e assinalo este passeio como absolutamente imperdível!

Bento-gonçalves04

Visita à Vinícolas

A maioria das vinícolas preparam degustação especial e mini cursos de harmonização de vinhos aos visitantes. Visitei várias delas e conto tudo lá no post 8 Vinícolas para conhecer em Bento Gonçalves. Clique aqui para ler!

Na prática

Quando ir: a vindima acontece entre os meses de janeiro e março. Para informações sobre as próximas, acesse o site de turismo da cidade, clicando aqui.

Vinícola Lovara – Rua José Benedetti, 222 – Bento Gonçalves

Vinícola Cainelli – Distrito Tuiuty, Rsc 470 – Km 202,6  – Bento Gonçalves

Giordani Turismo – Rua 13 de maio, 581 – Bento Gonçalves

 O blog ItaliAna foi convidado para o evento Bento em Vindima pela Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves. Mas fique tranquilo: aqui, a liberdade de expressão é 100% garantida. Só a verdade e minha opinião pessoal para você!

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

8 Comentários

  1. Mauro AVair Oilon on

    Parabéns pelo relato.
    No dia 28/02/15 sentimos as mesmas emoções tanto na Lovara ( a noite ) como ( de manhã ) na agradavel Cainelli. O nosso passeio foi mais completo pois fomos com o Sr. NEI ( aquele do “pau/enxada selfie” ) dar uma volta pela redondeza da Cainelli com o TUC TUC.

    • Ana Grassi on

      Que bom que gostou Mauro!
      Andei de tuc tuc com o Nei também! rsrsrs…
      Abraços,
      Ana

  2. geraldo maranhao on

    Estarei com a esposa, em Bento Goncalves, entre 4 e 8 de fevereiro ptoximos. Gostariamos de particular de Uma vindima. Como fazer?

    • Ana Grassi on

      Olá Geraldo, tudo bem? No final do artigo você pode encontrar o nome das empresas eu organizaram minha viagem para a Vindima. Clicando sobre o nome você será encaminhado para o site deles. Acho que poderão te ajudar!
      Boa viagem
      Ana

  3. Ana, obrigada por esse post!
    Já venho ha tempos pensando em fazer esse passeio, mas estava super na dúvida se seria legal… mas a sua experiência me animou muito! Estou super ansiosa para que chegue logo janeiro! 🙂

Deixe uma Resposta