Eu tenho uma mania durante minhas viagens de exploração pela Itália. Sempre escolho uma cidade para visitar sem me preparar, sem ler nadinha antes. Um pouco para ter aquela sensação de “Ahhh!!!” e “Ohhhh!!!” que todo turista que não é travel blogger merece, um pouco porque é uma brincadeira para mim, como uma caça ao tesouro!

Treviso foi a última cidade escolhida para esta brincadeira…e me surpreendeu. Tenho certeza que estes 7 motivos serão suficientes para você alfinetar Treviso no seu mapa.

Treviso recebeu o apelido de Piccola Venezia, porque assim como sua irmã mais velha, distante apenas 30 Km, também mantém um relacionamento muito estreito com a água. Mas para um bom observador, a semelhança acaba aí.

Em Veneza as águas são calmas e tranquilas; em Treviso muitas vezes são rumorosas e atrevidas. Em Veneza os turistas apertam o passo para chegar até a próxima atração; em Treviso a atração é andar lentamente pelas suas ruazinhas.

IMG_0178 (2)_600x338

1 – Os canais

Treviso é banhada por diversos canais, ramos originários dos rios Sile e Botteniga. O famoso canal chamado Buranelli recebe este nome porque aqui se estabeleceu o comércio dos habitantes da ilha de Burano.

A Isola della Pescheria é uma ilha no meio dos canais e ali até hoje funciona o mercado do peixe.

IMG_0179 (2)_600x338

IMG_0241 (2)_600x338

2 – Os moinhos

Os moinhos  funcionam com a força da água e alguns se encaixam, muitas vezes, em espaços minúsculos, entre uma ponte e uma casa.

IMG_0193 (2)_600x338

Olha o moinho lá no fundo, espremido entre duas construções.

3 – O tiramisù

Minha sobremesa preferida no mundo foi inventada onde? Em Treviso!

Pra quem nunca experimentou…Bom, seria motivo suficiente para voar até a Itália imediatamente! É uma sobremesa tipo pavê feita com biscoito embebido em café, mascarpone e cacau. 

569_600x800

A consistência do tiramisù que comi em Treviso é bem cremosa e macia…hummmm…

4 –  A culinária

A cidade possui uma das culinárias mais ricas de todo o Veneto. Procurem por pratos que usem ingredientes locais, como radicchio (folha que pertence a família da chicória), asparagi bianchi (aspargos brancos) ou funghi.

563_600x800

5 –  O centro histórico

Treviso é uma das urbs picta  mais bonitas de toda a itália. As construções civis e militares eram afrescadas e até hoje encontram-se fragmentos de afrescos pelos edifícios da cidade.

IMG_0243 (2)_600x337

601_600x800

A Fontana delle Tette é a atração do centro e conta-se em festas da República Veneziana, jorrava vinho branco de um lado e vinho tinto de outro.

Não deixe de visitar a Piazza dei Signori,  a Loggia dei Cavaliere, o Duomo e a Igreja dedicada a São Francisco. Nós fomos em um domingo de verão. As lojas estavam abertas e havia muito entretenimento com artistas de rua.

IMG_0294 (2)_600x338

Loggia dei Cavalieri, um ponto de encontro.

 6 – O Restaurante Odeon alla Colonna

Este restaurante merece um tópico especial. E uma visita! Sem dúvida foi meu preferido desta viagem.

Ele está situado num local encantado… As mesas são dispostas sob pórticos; os pórticos dão para um canal e o canal possui um moinho! A atmosfera elegante do restaurante e a paz oferecida pelo barulhinho pacífico da água contribui para amenizar o susto quando chega a hora da conta! Mas vale a pena…garanto!

Eu experimentei uma massa com a primeira colheita de tartufo da estação. E comi tiramisù, claro!

571_600x800

7 – Explorar as rotas famosas da região do Veneto

A partir de Treviso, é muito fácil sair em exploração pelas 3 rotas famosas da região: a estrada do prosecco, a estrada do vinho de Piave e a estrada do radicchio.

Na Rota do Prosecco, uma estradinha serpenteia cortando um vinhedo sem fim. E as cantinas abertas para degustação se sucedem uma após a outra.

Você pode encontrar itinerários prontos para estas rotas no site Visit Treviso.

NA PRÁTICA

Treviso está situada a apenas 30 Km de Veneza. Chega-se facilmente de carro ou de trem. Pode ser percorrida a pé.
Restaurante Odeon alla Colonna: www.odeonlacolonna.it/

Leia também:

7 motivos para colocar Bolonha no seu mapa
7 motivos para colocar Perugia no seu mapa

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

32 Comentários

  1. Marcia Caumo on

    Morei em Treviaso por quatro meses e me senti em permanente estado de graca!! de todos os lugares que ja estive Treviso e o que mais sinto saudades!! nao vejo a hora de poder retornar e essa encantada cidade!! valeu Ana!!

  2. Sonia Bonacin on

    Ana iremos a Treviso, eu e meu marido pela primeira vez , como temos que voltar o aeroporto de Veneza. Vc acha que sem falar a lingua conseguiremos ir da estação de trem de Veneza para o aeroporto sozinhos.obg

    • Ana Grassi on

      Oi Sonia, sim, acredito que consigam, sim. Se se sentirem inseguros, contrate um serviço de transfer ou um taxi.
      Boa viagem,
      Ana

  3. moacir bueno on

    Oi Ana, os meus avós maternos e filhos são de Treviso. Família Polo Soligo. Eu tenho os seus documentos originários.
    Você sabe dizer como posso localizar os antepassados em Treviso. Pessoalmente lá ou via internet?
    Parabéns e grato pelo passei virtual. Adorei.
    abraços fraternos

  4. Linda esplendida esta é a minha Treviso, morei 3 anos e meio, e estou voltando…uma beleza rara..

  5. Olá Ana! Realmente seus textos são ótimos. Meu pai nasceu em Oderzo. Gostaria de saber se dá pra ir até lá de ônibus ou trem. E essas rotas? Só de carro ou existem agência que levam? Desde já obrigada!

    • Ana Grassi on

      Inês, não sei te dizer sobre Oderzo, não conheço a cidade. Sobre agências também não conheço…como sempre digo no blog: eu fujo de agências para que a experiência seja o mais genuína possível. Considere alugar um carro. As estradas são tranquilas e tenho certeza que você vai se divertir mais!
      Baci,
      Ana

  6. Oi Ana, gostaria de uma ajuda. Você acha que é possível visitar Treviso e Verona no mesmo dia, no outono? Ficarei 3 dias em Veneza e vou usar um dos dias para fazer um bate-volta. Você acha que fica muito corrido e não vou aproveitar nem uma, nem outra cidade, ou é possível? Obrigada!

    • Ana Grassi on

      Mayara, tudo bem? Não recomendo a visita a essas duas cidades num dia só. Você terá a sensação de não ter visto nada direito. Leia no blog o roteiro de um dia por Verona e decida visitar uma das duas.
      Boa viagem,
      Ana

  7. edson introvini on

    Ana boa tarde , minha bisa veio de Treviso ,sera que e difícil localizar uma família ai, família introvini , e família bastiani, e muito grande ai

  8. Oi Ana, td bem!
    Estou colhendo documentos para a cidadania italiana. Mora em SP capital e já fui ao consulado italiano para obter informações. Fui informado q minha documentação me permite a cidadania, porém falta documentos d óbitos do meu bisavô Francesco Ferrugini. Ele chegou no Brasil e desembarcou em Vitória-ES, algumas pesquisas dizem q desembarcou no RJ.
    Pesquisando na net, encontrei registros dos nomes dos navios q desembarcaram aqui no Brasil. O nome do meu Bisavô Francesco aparece nessa lista. O consulado me orientou a pedir essa certidão d óbito na prefeitura de Vitória-ES. Além das dificuldades para se obter documentos muito antigos q faltam, tem toda a parte burocrática do consulado em relação ao tempo para se obter uma resposta vinda da itália. Penso eu ir passear e tentar resolver isso pessoalmente na itália. O q vc me diz? abs

  9. Érisson on

    Descobri recentemente que minha família é em parte de Treviso…. Portanto Adorei!!!

  10. Sueli Santana Magalhães on

    Ciao Ana, tutto bene, io ed un gruppo d’amiche abbiamo fatto una piccola gita per Treviso, ma torneremo certamente. è bella ed interessanti e citta dei antenati di alcune del nostro gruppo.
    Grazie per le informazione.

    Abbraccione dal nord das Brasile.

    Sueli S Magalhães – Vilhena -RO

  11. Jorge Braga on

    Estamos dentro do trem indo para Treviso, só pelas suas palavras e fotos que conhecemos, mas estamos anciosos para ver ao vivo! Obrigado pela dica.

  12. Olá Ana. Parabéns pelo artigo!
    Para chegar a Treviso vindo de São Paulo, qualquer seria a melhor opção? Desembarcar em Milão e pegar um trem? Muito obrigado e um abraco!

  13. Armando Marchiori on

    Meus avós eram de Treviso: Marchiori e Zuccolotto. Ainda irei conhecer a cidade.

  14. Leonardo Alba Parisotto on

    Boa tarde, Ana
    O mês de julho é bom para ir à Itália? Penso em ir com a família.

    • Ana Grassi on

      Leonardo, tudo bem?
      Costumo dizer que todo mês é bom, desde que a viagem seja organizada e você alinhe suas expectativas à época da viagem. Julho é quente, muito lotado e caro, por isso, organizar a viagem com antecedência é essencial!
      Ana

  15. Isadora Ferreira on

    Oi Ana, tudo bem? Acabei de conhecer a sua página e já adorei. Irei me mudar para Treviso em janeiro e estou super empolgada.

Deixe uma Resposta