Se quiser conhecer de verdade a cultura e principalmente a gastronomia de um local nada melhor do que uma visita aos mercados, não é mesmo? Quando falamos sobre os mercados na Itália, falamos de variedade de cores, sabores e até de sons que, em suma, mostram a essência local.

Passear pelo Ballarò, mercado mais antigo de Palermo, é muito divertido. Apesar de ser um pouco bagunçado, é um dos mais visitados da cidade. A começar pelos vendedores que são geralmente simpáticos e interagem com os visitantes. Nele encontramos peixes, frutas, verduras e especialidades da gastronomia palermitana.

Outro mercado que é rodeado por várias atrações é o mercado de Capo. É o preferido dos moradores locais. Suas passagens estreitas dificultam o movimento, mas não deixe de explorar cada barraca – afinal, tudo é sempre muito colorido. É onde encontro as melhores arancinas de Palermo – deliciosas e custam apenas 1 euro.

Vucciria já foi um mercado fechado que vendia principalmente carnes. Seu nome deriva da palavra francesa boucherie, que significa açougue. Hoje o mercado acontece ao ar livre e vende produtos variados – peixes, verduras e frutas.

Mercado de Bologna (Mercato di Mezzo)

mercado de Bolonha

Também conhecido como Quadrilatero, o Mercato di Mezzo carrega uma grande tradição mercantil: muitas das lojas são passadas de geração para geração. Localizado no centro histórico da cidade, o Mercato di Mezzo é cercado pelas Piazza Maggiore, Via Rizzoli, Piazza dela Mercanzia, Via Castiglione, Via Farini, Piazza Galvani e Via dell’Archiginnasio.

É uma região agradável que foi pouco afetada por atividades imigrantes, como o comércio chinês que cresceu muito na Europa. O mercado é dividido em pequenas ruas, organizadas de acordo com os produtos que encontramos ali. Existe uma rua só para pães, por exemplo. Encontramos também flores, tecidos, frutas, verduras e até artigos em couro.

Campo de Fiori em Roma

O Campo de Fiori foi local de punições aplicadas aos hereges. Você notará a estátua de Giordano Bruno na  praça. Hoje, especialmente durante as manhãs, o local é colorido pelo mercado de frutas e legumes. O aroma de manjericão, das pimentas e das frutas da estação criam uma atmosfera muito amigável para um passeio.

O mercado é aberto todas as manhãs, exceto aos domingos. Basta caminhar pelas barracas para sentir os aromas que revelam todos os produtos que ali estão. É possível encontrar frutas, legumes, peixe fresco, carne, ervas aromáticas, pão, flores e vários outros produtos.

Os preços não são elevados. Ainda mais se considerarmos a qualidade dos produtos. Fora a experiência de conhecer o mercado do Campo dei Fiori mergulhando de cabeça nas tradições italianas. A praça também é rodeada por cafés e restaurantes, o que deixa sua visita ainda melhor.

Mercato di Rialto em Veneza

Uma boa forma de conhecer Veneza é passear pelos mercados em cada bairro. O Mercato di Rialto fica na parte mais antiga da cidade e existe por quase mil anos. Ali é possível encontrar produtos frescos da região – principalmente frutas, legumes e peixes.

Uma dica se você quiser encontrar todos os produtos que deseja é chegar bem cedo. Nesse horário você pode assistir a um dos espetáculos mais bonitos de Veneza. É quando os produtos são descarregados e colocados nas bancas.

Além de visitar as bancas, atente-se aos detalhes da arquitetura do mercado. As colunas mostram elementos como os crustáceos e peixes que são vendidos ali, ou símbolos e esculturas do princípio do século XX.

Em frente ao mercado de pescado de Rialto está uma das esculturas mais legais da cidade. As duas mãos que compõem a obra Support, de Lorenzo Quinn.

Porta Nolana em Nápoles

Anteriormente Porta Nolana foi a entrada para a cidade histórica medieval, mas atualmente já se juntou às casas construídas ao redor.

O mercado de Porta Nolana está localizado na Via San Cosmo Fuori e é um dos mais antigos e tradicionais de Nápoles. É onde muitos napolitanos vão pessoalmente para escolher os produtos frescos e levá-los para a casa. Lá encontramos carnes, peixes, frutas e legumes.

Logo na entrada já é possível sentir a atmosfera local: diferentes cores e aromas compõem o ambiente junto aos gritos dos comerciantes que chamam os compradores para as bancas.

Mercato Orientale em Gênova

É o mercado mais conhecido da cidade de Gênova. Ao entrar no Mercato Orientale é possível ver os moradores vivendo seus cotidianos, mas também é um local muito apreciado por turistas.

A visita ao mercado é um verdadeiro show de cores, pois há uma enorme variedade de produtos – bem como comidas prontas típicas. Ao caminhar pelo mercado é possível sentir o aroma de focaccia fresco e notar várias bancas de queijos, carne, padarias, lojas que vendem massa fresca, peixe fresco, frutas e legumes da estação e até mesmo sorvetes deliciosos!

Os donos das lojas geralmente adoram explicar a origem de seus produtos, o que torna a visita ainda mais interessante. É possível comprar ingredientes frescos e ainda pedir uma recomendação de como utilizá-los em receitas.

Porta Palazzo em Torino

O mercado de Porta Palazzo é considerado o maior mercado ao ar livre da Europa. É possível encontrar uma enorme variedade de produtos – de frutas e verduras a roupas e cosméticos, vendidos por mais de mil comerciantes em suas bancas. Um verdadeiro paraíso para quem gosta de mercados.

Ele possui uma parte coberta, mas a maior parte se estende na Piazza della Republica. É o local perfeito para adentrar e descobrir sobre a cultura local, pois os preços são pequenos e você encontra muitas especialidades italianas para degustar.

La Pescheria na Catânia

O mercado de peixes da Catânia é bem movimentado. Apesar de ter peixes como atração principal, é possível encontrar outros produtos como frutas e verduras. Como um bom mercato italiano, La Pescheria é uma explosão de sons – vendedores convidando os visitantes para suas bancas, e odores – imagine um local cheio de peixes.

Apesar de ser um lugar interessante, La Pescheria não é um bom local para almoçar. Na hora do almoço é quando acontece a faxina no mercado. O forte odor de peixe misturado ao visual de bacias com espinhas de peixe e águas sujas sendo jogadas fora não são nada convidativos. Prefira um restaurante mais distante.

Mercato Centrale em Florença

O Mercato Centrale de Florença é sem dúvidas um lugar excelente para experimentar a gastronomia. Lá encontra-se uma enorme variedade de especialidades toscanas – queijos, presuntos, vinhos, doces deliciosos, azeites e óleos típicos. Tudo isso exposto em uma paleta de cores vivas e chamativas.

Atualmente ele possui um novo andar, dando ainda mais espaço para toda essa explosão cultural. Para as refeições é possível encontrar desde os restaurantes que oferecem menu completo – com entradas, pratos principais e sobremesas, até uma grande variedade de “street food”.

Antes de visitar o Mercato Centrale de Florença confira a agenda cultural. É muito comum acontecer atrações musicais, o que enriquece muito o passeio.

Viu só? Os mercados são tradição de todos os lugares. Imagine quando falamos dos mercados na Itália?! São espaços que guardam história em toda a vida que circula por ali – muitas vezes atravessando séculos e gerações. Faça a sua lista de compras e bom passeio!!

Guarde as dicas no seu Pinterest!

Compartilhe!

Sobre o autor

Redação ITALIAna Blog

Deixe uma Resposta