Milão é uma cidade rica de museus. Você pode encontrar maravilhosas obras da arte antiga (inclusive múmias e artefatos egípcios) até obras da arte moderna e contemporânea.

Durante minha última passagem por Milão, fui visitar obras exponenciais da arte contemporânea do século XX, no Museo del 900.

MUSEO DEL 900

O Museo del 900 está localizado na Piazza Duomo, ao lado do Duomo de Milão e praticamente de frente para a Galleria Vittorio Emanuele, no edifício chamado Palazzo Arengario (Palácio Arengário).

post-palazzo-arengario

Fachada do Palazzo Arengario – Museo del 900

Desde que o Civico Museo di Arte Contemporanea  fechou – em 1998 – faltava um museu em Milão dedicado às obras do século XX. Em dezembro de 2010, após uma reforma de 28 milhões de euros o problema foi solucionado com a abertura ao público do Museo del 900.

signorina-seduta

Signorina Seduta (1934) – Lucio Fontana

A primeira atração do museu é sua própria instalação. O prédio de linhas externas retas e fachada austera ganha um movimento incrível em seu interior com a escada em espiral que leva os visitantes ao terraço panorâmico, de onde se tem uma vista incrível da Piazza Duomo. A vista e a escada já valem o ingresso, mas o  museu oferece muito mais.

Visitei o museu num dia que estava vazio, mas fiquei um pouco preocupada com a organização dos espaços na alta temporada, pois algumas salas são realmente pequenas e para ir de uma sala até outra é preciso utilizar escadas rolantes.

IMG_9716sala-museo-900-1 sala-museo-900

O acervo conta com 4 mil obras, das quais 400 fazem parte da exposição permanente. Visitei o espaço em pouco mais de duas horas, mas acredito que o percurso possa ser feito mais rápido. Eu gosto de me sentar para apreciar as obras, ler todas as informações, etc.

balla-bambina-sul-balcone-1912-1

Minha obra preferida…é uma menina correndo, tá vendo?

Algumas de minhas obras preferidas, não por acaso estão entre as mais importantes do período.

Adoro por exemplo “Femme nue” de Picasso, Odalisca de Matisse e Beatrice Hastings de Modigliani, que reinterpretam a beleza feminina, diferente dos padrões das pinturas europeias em vigor.

matisse-pdalisca

Odalisca (1925) – Matisse

Outras obras que também merecem sua atenção:

  • Composizione, de Kasndinsky;
  • Wald Bau, de Paul Klee;
  • Retrato de Paul Guillaume, de Modigliani;
  • A menina que corre no balcão, de Giacomo Balla ( a minha preferida de toda a exposição);
  • Senhora sentada, uma escultua de bronze de Lucio Fontana.
wald bau

Wald Bau – Paul Klee

 

merda-dartista

Merda d’ artista (1961) – Piero Manzoni

Curiosidade

Em maio de 1961, Piero Manzoni lacrou 90 latinhas idênticas às usadas para embalar carne. Lá dentro não havia carne e sim fezes, a sua “obra”.  Rotulou todas:  Merda d’artista. Contenuto netto gr. 30. Conservata al naturale. Prodotta ed inscatolata nel maggio 1961” (Merda de artista. Conteúdo bruto 30 gr. Conservada ao natural. Produzida e embalada em maio de 1961).

Colocou à venda pelo preço equivalente a 30 gramas de ouro. Hoje a obra está avaliada em 70 mil Euros, mas em 2007 um colecionador comprou o exemplar número 18 por 124 mil Euros. A latinha número 80 pode ser vista no Museo del 900.

NA PRÁTICA

Museo del 900
Site: www.museodelnovcento.org
Piazza Duomo, entrada pela Via Marconi,1
Ingresso: 5 Euros

Restaurante do museu (entrada independente)
Giacomo Arengario, menu com pratos tradicionais da culinária milanesa revisitados.



Booking.com

Visitei o Museo del 900 durante o projeto Blogville Lombardia. 

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

8 Comentários

    • Ana Grassi on

      Eloah, desta vez não comi no restaurante porque visitei o museu fora do horário das refeições. Mas prometo voltar e depois te conto!
      Baci
      Ana

  1. UAU! Que super museu! Já comecei adorando a fachada e depois quando li sobre as obras do Picasso e Matisse, que retratam as mulheres de outra forma, fiquei com muita vontade de conhecer! Preciso.

Deixe uma Resposta