Pantheon

O Pantheon em Roma você já conhece! É o mais bem conservado monumento  romano, reconstruído pelo imperador Adriano entre os anos de 118 e 128 d.C. , depois de ter sofrido um incêndio que deixou poucos vestígios da construção original, datada de 25 a.C.

Ele se encontra exatamente como era nos tempos romanos, a única diferença é que antigamente só se chegava até o Pantheon pela frente, sendo impossível chegar pelas ruas laterais. Desta forma, não podia-se enxergar a sua enorme cúpula.

As pessoas chegavam imaginando que entrariam num templo como tantos outros, mas quando estavam lá dentro se deparavam com a maior cúpula do mundo!! Imagina a surpresa! Era o efeito especial da Roma Antiga.

Pantheon

Faça um teste…posicione-se bem em frente ao monumento. Como num passe de mágica a cúpula fica escondida pelos frontões da fachada.

Pantheon

Parte de trás do Pantheon. A maior cúpula jamais construída no mundo antigo.

Mas, o Pantheon esconde um Lado B.

Histórias e lendas antigas e inusitadas contadas pelos romanos e as quais descobri numa visita guiada com Daniella, uma historiadora que trabalha na Agenzia Romolo e Remo.

O passeio começa às 22 horas e passa por ruas estreitas, quietas e muitas vezes mal iluminadas. O cenário perfeito para que nossa guia nos conte algumas histórias trágicas de amor que aconteceram tendo a Fontana di Trevi como testemunha; explique as lendas e superstições que se criaram ao longo da história e até nos esclareça detalhadamente como retiravam o coração dos papas para guarda-los em urnas quando os pobres morriam!

veneza 405

Fizemos este passeio durante o Intercâmbio de 2014. A carinha de assustadas de minhas alunas…

veneza 401

Assim, participando de uma blogagem coletiva entre vários blogs amigos, cujo tema é Lado B – isto é, passeios ou atrações inusitadas de determinado destino – resolvi contar a vocês sobre minha experiência pelas ruas do centro de Roma e sobre duas lendas que mais gostei.

Bom, se isso não for Lado B, rsrsrs…

A lenda do olho do diabo

Assim é chamado o buraco da cúpula do Pantheon.

Explico: o Pantheon era um templo pagão, onde se adoravam os deuses do presente, do passado e do futuro.

Acontece que quando o Imperador Costantino transformou o cristianismo na religião oficial do Império, os deuses foram pra cucuia, mas o edifício continuou lá… intacto.

Assim, no ano de 600 d.C. o Papa Gregorio Magno teve a feliz ideia de transforma-lo numa igreja católica ao invés de destruí-lo para construção de um prédio novo.

pantheon-olho

O Olho do Diabo é uma abertura no centro da cúpula do Panyheon

Acontece que nenhum cristão ousava chegar perto da construção maldita, pois a crença era que o diabo habitasse os templos pagãos.

Não adiantava a pregação do Papa Gregorio Magno, que dizia: ” Vocês são tolos! Não tem diabo nenhum lá!”. A igreja vivia deserta e fim de papo.

Mas Papa Gregorio Magno era mesmo esperto e, com a intenção de convencer os fiéis a entrar na igreja, preparou um falso exorcismo.

A água da chuva que entrava através do buraco da cúpula era recolhida por um bueiro bem no centro do Pantheon.

O Papa pediu para seu funcionário que se escondesse lá embaixo e combinou com ele o seguinte: “Quando eu bater bem forte o pé no chão e gritar:  Diavolo vattene (diabo vá embora)!  Você põe fogo em um monte de folhas úmidas, desta forma, a fumaça vai subir, sair pelo buraco e eu digo a todos que é o demônio que foi embora”.

O truque deu certo e os fiéis começaram a frequentar a nova igreja que ganhou o nome de Santa Maria e Mártires.

Lenda do fantasma

Cagliostro era um alquimista muito famoso que enganava muita gente. Ele pegava os objetos de ouro das pessoas convencendo-as que os podia multiplicar. Obviamente isto nunca acontecia e por este motivo era procurado como ladrão por toda a Europa.

Sua mulher Serafina, cansada de fugir, assim que chegou em Roma foi até o Tribunal da Inquisição e disse que seu marido era herético e que havia feito um pacto com o diabo.

Combinou então com os juízes que marcaria um encontro falso com seu marido em frente ao Pantheon às 18 horas daquele mesmo dia. Mas em vez da sua presença, o marido encontraria os guardas da Inquisição.

Faltando poucos minutos para s 18 horas, Serafina se arrependeu e correu desesperada para advertir o marido do erro que havia cometido e da armadilha que o esperava.

Porém, chegou tarde demais, apenas a tempo de ver o marido sendo levado pelos guardas à prisão do Castel Sant´Angelo.

Ela então, arrependida do que havia feito com o marido que amava,  sobe na escadaria da Piazza di Spagna e se joga no vazio.

Diz-se que desde aquele dia, nas noites escuras pode-se ver o fantasma de Serafina correndo em volta do Pantheon e gritando o nome do marido.

Gostaram? Deixem seus comentários aqui embaixo e leiam mais posts sobre o Lado B nos blogs amigos que estão participando desta blogagem coletiva:

Atrações Lado B São João Del Rei – Retrip

Balada diferente: uma noite no cinema – Segredos de Londres

O Lado B da gastronomia portenha – Buenos Aires para Brasileiros

Atividades Lado B em Havana – Contos da Mochila

Museus pouco conhecidos de Recife – Juntando Mochilas

5 Atrações desconhecidas dos parques da Disney – Disney Guia

O lado B de Sampa – Trippolis

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

11 Comentários

  1. Ana, tenho lido com frequencia seu blog e gosto muito. Este post é bem diferente, foi uma boa ideia publicá-lo. Difícil escolher o melhor de Roma, mas o Pantheon é certamente um dos primeiros. Parabéns pelo trabalho.

    • Ana Grassi on

      Marcia, que bom receber sua visita! Muito obrigada pelos elogios! Sim…tenho uma quedinha pelo Pantheon…rsrsrs…
      Baci,
      Ana

  2. Adorei, vou em Maio para a Itália e contarei essas histórias para minhas filhas ao visitar o Pantheon! Essa postagem é muito interessante, assim como todo seu blog. Parabéns!

  3. Achei o programa muito legal. Mas será que existe algo parecido para crianças (mais cedo!)? Super obrigada,

Deixe uma Resposta