No século passado, quando eu era uma estudante em Perugia, costumava me sentar na Piazza Italia com um gelato pago em liras na mão, bem em frente ao hotel mais bacana da cidade e repetia como um mantra: “Um dia vou voltar aqui e me hospedar neste hotel”.

Parecia uma realidade distante para uma estudante que vivia à base de panino e pizza, dividindo o quarto  de um albergue com mais 3 garotas.

Mas, como sonhos bem sonhados costumam se realizar, eis que  mais de 15 anos depois, voltei para Perugia com minha filhas para realizar meu sonho antigo.

Vista da janela do quarto

 

O hotel é o Brufani Palace Perugia. Fundado em 1884, faz parte do grupo dos Leading Small Hotels of the World e hoje em dia é administrado pelo grupo SINA, que coleciona hotéis charmosos e com características históricas pela Itália

Ele fica bem no centro histórico, no melhor local da cidade. E no mais alto também! Olha esta foto tirada da janela do meu quarto.

vista-brufani
Vista de uma das janelas do quarto ao amanhecer

 

Para entender

Perugia é a capital da região da Úmbria e foi fundada pelos etruscos no século IV a. C. Depois de muitas batalhas e invasões o Papa Paolo III mandou construir uma fortaleza, chamada Rocca Paolina – que foi construída sobre ruínas etruscas –  a fim de proteger os habitantes da cidade e seus tesouros dos ataques dos inimigos.

Hoje o centro histórico fica no lugar mais alto da cidade, ainda circundado pelas ruínas da fortaleza, assim como o hotel, que possui vista privilegiada do vale. A piscina do hotel tem o chão de vidro; entre um mergulho e outro dá pra estudar história, observando as ruínas etruscas.

Aula de história divertida! Tá vendo a mancha escura? O chão é de vidro para podermos enxergar as ruínas etruscas.

 

O Hotel

Ficamos numa suíte com vista para o vale. A decoração é elegante e refinada com paredes revestidas de seda e poltronas de veludo. A suíte é composta por uma cama queen size e uma de solteiro, uma salinha com TV e armários espaçosos. A roupa de cama, as toalhas e os roupões são novos e de excelente qualidade.

O quarto é arrumado duas vezes ao dia, de manhã e ao anoitecer. A camareira sempre deixa uns chocolatinhos sobre o travesseiro, um tapetinho ao lado da cama e pantufas.

O banheiro é de mármore branco, com chuveiro e banheira, além de secador (que eu não uso nunca porque levo o meu) e bastante espaço.

O hotel tem um restaurante maravilhoso: o Collins’, com 4 garfinhos no Guia Michelin.

Cheguei da rua lá pelas sete e meia, a tempo de me arrumar para o jantar. Mas, assim que passei na frente do restaurante o mâitre muito solícito me deu uma taça de prosseco e me convidou para entrar.

Bom, minha pancia mandou e eu obedeci. Jantei sem me arrumar mesmo! Me arrependi um pouco porque todos estavam bem arrumados. Depois da terceira taça a vergonha passou. Decidi pelo menu degustação e não me arrependi, estava delicioso! Não tirei fotos (desculpem-me). Só faltava, né?  Dessarumada e pagando mico?

Nos sentamos nessa primeira mesinha

O café da manhã acontece em outro salão e, sem sombra de dúvidas, foi o melhor café da manhã da minha vida! Sem palavras…

Ficamos lá duas noites na suíte tripla clássica e pagamos 408 Euros com café da manhã, internet e um cupom de 50 Euros para utilizar no restaurante.

Olha aí, eu comendo meu panino no banco da praça na frente do hotel! Só para relembrar os velhos tempos…

Na prática

Hotel Brufani Palace
Piazza Itália, 12
www.brufanipalace.com

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

Deixe uma Resposta