Snowshoeing ou Caminhada na neve

Muito mais do que esquiar, sempre tive vontade de fazer uma caminhada na neve e subir uma montanha branquinha… Foi em Cortina d’Ampezzo que consegui realizar este sonho.

Esta atividade esportiva leva o nome de “snowshoeing” e consiste basicamente em encaixar um acessório parecido com uma raquete no seu sapato e sair andando pela neve!

snowshoeing-cortina-6

Caminhada na neve – Cortina d’Ampezzo

Os snowshoes, ou ciaspole  em italiano (lê-se tchaspole) aumentam a superfície de contato do seu corpo e, desta forma, afunda-se menos na neve fofa e caminhar com mais egurança. É possível alugar o equipamento e caminhar sozinha em percursos sinalizados próximos à cidade.

snowshoeing-cortina-10

Caminhada na neve – Cortina d’Ampezzo

Mas como eu queria fazer um percurso não sinalizado montanha acima, entrei em contato com uma agência da cidade (Ski Rock) para reservar o passeio com um guia.

Me encontrei com o guia alpino Michele, às 8h00 no centro da cidade; junto conosco foram mais 4 mulheres, a mais velha de (pasme!) 75 anos, que pratica snowshoeing há muito tempo e está em excelente forma física!

snowshoeing-cortina-1

Eu e minhas maigas de snowshoeing – caminhada na neve – Cortina d’Ampezzo

De van fomos até o pé de uma montanha e começamos nosso percurso de 4 horas. Começamos o percurso com o dia nublado e alguns floquinhos de neve, mas com o passar das horas as nuvens foram embora e se formou o céu mais azul que eu já vi. Repare nas fotos.

O guia vai na frente abrindo o caminho, pois não existe uma trilha “limpa” para passarmos. Em alguns trechos a neve estava alta e muito fofa e mesmo com os snowshoes afundávamos até a coxa, o que garantia alguns tombos e muitas risadas.

O meu itinerário tinha um nível moderado de dificuldade, mas você pode escolher percursos mais difíceis e até mais longos.

booking

Michele foi muito atencioso e durante o percurso parava para nos dar algumas explicações históricas e geológicas sobre o local. Aliás, você sabia que há muitos milhões de anos atrás este local já foi um mar tropical? Saiba mais lendo o Guia Prático de Cortina d’Ampezzo (clique aqui).

snowshoeing-cortina-11

O guia Michele, da agência Ski Rock – caminhada na neve – Cortina d’Ampezzo

O esporte tem várias vantagens: é fácil de aprender, tem pouco risco de lesões, o aluguel do equipamento é econômico e é uma ótima forma de se movimentar no inverno!

snowshoeing-cortina-12

A vista é deslumbrante e não cansa de te surpreender! Caminhada na neve – Cortina d’Ampezzo

snowshoeing-cortina-13

Na prática

  • a roupa para a prática de snowshoeing é a mesma utilizada para a prática do esqui. Durante a caminhada seu corpo esquenta e sua muito, é importante que você esteja vestido adequadamente, com roupas de tecnologia que permitam o corpo respirar;
  • use um tênis tipo bota, antiderrapante e forrado. Tênis comum além de não te esquentar e proteger não vão encaixar no snowshoes;
  • leve uma garrafa de água, dá muita sede no caminho;
  •  escolha o percurso que esteja de acordo com sua condição física;
  • contrate um guia especializado. Com segurança, o passeio fica mais divertido!


A agência Dolomiti Ski Rock (#ap) possui guias alpinos e professores de várias modalidades de esporte de inverno (esqui, escalada no gelo, etc) e ainda organiza excursões nas montanhas.
Site: www.dolomitiskirock.com

roteiros-personalizados

Compartilhe!

Sobre o autor

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

Deixe uma Resposta