Você pode ir para a Toscana e voltar desapontado por não tem encontrado aquela “Toscana de cartão postal” no seu itinerário.

Mas eu posso te garantir que essa Toscana não é só real em fotos e telas de cinema: ela realmente existe! E fica no Val d’Orcia.

Neste post vou mostrar para vocês onde encontra-la e como explora-la.

Val d’Orcia

Val d’Orcia é aquele lugar que vai fazer você se sentir na Toscana dos seus sonhos! Um vale com as colinas mas altas de toda a região, capaz de tirar seu fôlego diante de tanta beleza.

As principais cidades do Val d’Orcia são: Montalcino, Pienza, Castiglione d’Orcia, Radicofani e San Quirico d’ Orcia.

Dica da Ana: A região do Val d’Orcia  não foi feita para se passar correndo, pois é uma viagem de apreciação, perfeita para quem quer uma viagem lenta, ao estilo do slow travel.

As estradinhas que serpenteiam colina acima e abaixo parece que foram construídas de propósito para que o visitante passe por lá devagar, suspirando em cada curva e se surpreendendo com a natureza exuberante e farta, com as vilas e os burgos isolados no meio de vastos campos ou no alto das colinas. Isso sem falar dos girassóis, dos bosques de oliveiras, dos parreirais, dos ciprestes…

O Val d’Orcia pode ser explorado à pé, de carro, de bicicleta e até a cavalo.

São vários itinerários que podem ser percorridos. Para quem gosta de vinho, sugiro que faça o itinerário nos arredores de Montalcino, para quem quer fazer altas fotos, o itinerário certo é o que está entre Radicofani e Contignano, bem em frente ao Monte Amiata (o vulcão inativo mais alto da Itália).

Abaixo, indico os passeios imperdíveis para quem quer visitar essa região, separados por temas:

1 – Termas

Bagno Vignoni (San Qurico d’Orcia)

Uma área termal utilizada desde os tempos romanos. A água salgada que sobe de uma profundidade de 1000 metros a 52 graus bem no centro do burgo. É a famosa e única Piazza d’Acqua (praça de água).

A água tem propriedades curativas, devido à alta concentração de sulfato de magnésio e sulfato de cálcio, e é conhecida por tratas as doenças dos ossos e da pele.

Bagni San Filippo (Castiglione d’Orcia)

Tal centro termal é conhecido desde épocas antigas, dizem mesmo que a origem do centro termal é etrusca.

Cientistas comprovaram que a água desta terma cura doenças de pele, reumatismo, artrite e doenças respiratórias.

2 – Igrejas

Monastero Sant’Anna in Camprena

Este é o monastério onde foi filmado “O paciente inglês”. Hoje, no edifício do monastério funciona uma groturismo e é possível se hospedar lá.

A igreja dedicada a Sant’Anna (1517) ainda é consagrada e mantém suas características originais.

 Abadia de Sant’Antimo

É um monastério construído entre os séculos XI e XII em estilo românico toscano, no vale da torrente Starcia. Leia mais sobre esse lugar que é Patrimônio da UNESCO, clicando aqui.

3 – Produtos eno-gastronomicos típicos

Vinho

O vinho mais conhecido do Val d’Orcia é o Brunello di Montalcino, inventado por Ferrucccio Biondi Santi em 1888.

Mas, além do Brunello, existem outros bons vinhos na região, como o Rosso di Montalcino e o Orcia DOC.

Visite uma das inúmeras vinícolas que elaboram o Brunello. Minhas sugestões (clique no nome da vinícola para ler mais):

  • Castello Banfi: visitas guiadas à vinícola, degustação e almoço
  • Vinícola Máté: degustação de vinhos

Mais produtos tradicionais da Toscana

  • azeite de oliva DOP Terre di Siena, com um gosto amargo e picante
  • mel de castanha, de girassol e de mil flores
  •  salames e queijo pecorino (um queijo de leite de ovelha produzido desde a pré-história, segundo os arqueólogos)
  • açafrão

Na prática

A melhor forma de explorar a região é de carro.

Fiz um mapa para você se perder pelas estradas do Val d’Orcia…afinal, esse é o objetivo, certo? Confira!

Leia mais

Post Índice – Toscana

Compartilhe!

Sobre o autor

Avatar

Ana Grassi é especialista em língua, cultura e turismo para a Itália. Fundadora, autora e editora do blog ITALIAna, trabalha como travel designer há 10 anos; isso quer dizer que realiza o sonho dos viajantes que querem conhecer a Itália, com um roteiro personalizado e exclusivo!

10 Comentários

  1. Avatar

    Oi. Gostaria de saber em qual cidade seria ideal para alugar um carro para conhecer essa região. E quantos dias?
    Obrigada.

    • Avatar
      Ana Grassi on

      Oi Adriana, de 3 a 4 dias para conhecer a região. Já chegue de carro!
      Baci,
      Ana

    • Avatar
      Ana Grassi on

      Oi Tati! Eu já fui tantas vezes para a Toscana…e em cada viagem me aprofundo mais nas belezas dessa região. Mas sugiro 3 dias no Val d’Orcia.
      Baci,
      Ana

  2. Avatar

    Ana, vou pra Itália no fim do ano.
    Estou gostando demais do seu blog. Parabéns.
    Tenho uma dívida. Como fazer esse roteiro de carro, sendo que minha intenção é beber nas vinícolas?
    Qual o melhor modo, sem ser de carro?

    • Avatar
      Ana Grassi on

      Oi Gustavo! Que bom que está gostando!
      O único modo de explorar essa região adequadamente é de carro. Que tal pensar em um motorista quando for beber?
      Baci,
      Ana

      • Avatar

        Gostaria de indicação de um hotel na região do Val D’Orcia, que tenha estacionamento, fora das cidades, tipo agriturismo. Obrigada

Deixe uma Resposta