Feche os olhos e pense numa obra de arte.

Muito provavelmente ela estará exposta na Galleria degli Uffizi, em Florença, a capital italiana da pintura.

Considerado um dos maiores e mais famosos museus do mundo, também é um dos mais antigos que surgiu na Europa. Sua abertura oficial aconteceu em 1765, mas dois séculos antes suas obras já podiam ser apreciadas por algumas pessoas e em casos especiais.

Tudo começa quando Cosimo I de’ Medici, duque de Florença, pede a seu arquiteto de confiança – Giorgio Vasari – que construa um edifício para acolher os escritórios (uffizi) administrativos e judiciários do Ducado da Toscana. Seu filho Francesco utiliza o último andar do palácio para organizar sua coleção de esculturas e obras de arte.

Pronto! Era o início do que é hoje a mais importante sede de obras primas de gênios da pintura mundial.

Uffizi_Gallery,_Florence

A Galleria é construída em “U” e vai do Palazzo Vecchio (ao fundo) ao Rio Arno

Escrever sobre um museu tão grande e importante não é tarefa das mais fáceis. Por isso, decidi dar informações para quem vai visitar o museu pela primeira vez, com a indicação de quais são, para mim, as salas imperdíveis da Galleria. Aproveitem!

Por que visitar a Galleria?

A visita valeria a pena mesmo que fosse somente pelo prazer de apreciar uma construção de 5 séculos. Uma maravilha arquitetônica situada entre o Palazzo Vecchio e o rio Arno: “sul fiume e quasi in aria” (sobre o rio e quase no ar), como pediu Cosimo I a seu arquiteto. Mas, em acréscimo, o edifício está recheado de milhares de obras de arte que vão desde a época medieval até os dias de hoje.

IMG_0711_600x439

A vista da Ponte Vecchio a partir do segundo andar da Galleria

Horário: de terça-feira a domingo das 8h15 às 18h50. A bilheteria fecha às 18h05. O museu não abre às segundas-feiras, 25/12, 01/01 e 01/05.

Ingresso: O ingresso custa 8 Euros e é possível alugar o áudio guia pelo valor de 6 Euros (não tem em português).

A fila para entrar no museu geralmente é longa. Se não quiser perder tempo, sugiro que compre o ingresso antecipado no site oficial dos museus de Firenze, clicando neste link: http://www.b-ticket.com/b-ticket/uffizi/info_venue.aspx

Guarda-volume: situado no térreo, o serviço é gratuito. Use-o! É mais confortável visitar o museu (que é grande) sem carregar peso.

Cafeteria: no segundo andar, fica aberto das 9h30 às 18h00. Os preços são de obra de arte, mas a vista do terraço é linda! Não deixe de dar uma passadinha.

IMG_4579_600x387

A vista do terraço da cafeteria

É proibido: tocar as obras de arte, falar alto, comer, beber e fotografar com flash.

É possível que algumas obras tenham sido retiradas para restauro e que algumas salas estejam fechadas. Informe-se sobre mudanças antes de sua visita.

O que ver?

Bem esta é uma resposta muito subjetiva. Obviamente não é possível ver tudo em uma única visita. Voltei muitas e muitas vezes lá e nunca acho realmente que foi o suficiente.

Sugiro que pegue o folder com as informações e o mapa da galeria assim que entrar e que estude uns minutinhos qual será o percurso ideal para você.

Como sugestão, abaixo elenco as salas imperdíveis e mais visitadas:

Segundo andar ( a visita começa daqui):

Salas 10 a 14 – Botticelli: a maior concentração de obras do artista no mundo. Aqui estão duas das obras mais famosas do artista: O Nascimento de Vênus e A Primavera.

La_nascita_di_Venere_(Botticelli)_600x384

O Nascimento de Vênus, Botticelli

Sala 15 – Leonardo da Vinci: nesta sala estão as primeiras obras florentinas de Leonardo até aquelas que precedem sua partida para Milão, em 1482.

Sala 35 – Michelangelo e pintores florentinos: bem em frente à porta de entrada está o Tondo Doni, uma das mais famosas pinturas da Galleria, que representa Maria pegando Jesus dos braços de José. No centro da sala uma escultura romana do século III: Arianna adormecida.

IMG_3597_600x600

Tondo Doni, Michelangelo: a minha obra preferida do museu

Primeiro andar:

Sala 66 – Raffaello

IMG_3610_600x600

Um selfie de Rafael, rsrsrs…

Sala 83 – Tiziano: um dos mais importantes pintores venetos do XVI século.

Sala 90 – Caravaggio: três de suas principais obras estão expostas aqui: Bacco, A Cabeça da Medusa e Sacrifício de Isaac.

999px-Caravaggio_-_Medusa_-_Google_Art_Project_600x615

A Cabeça de Medusa, de Caravaggio

Não vai à Florença? Você pode conhecer as obras expostas visitando virtualmente o museu. Basta clicar aqui: Visita virtual Galleria degli Uffizi.


Este post faz parte de uma blogagem coletiva da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV), em comemoração da #MuseumWeek 2015. Abaixo está a lista completa dos blogs participantes:

Américas:
Uziel Santos – Uzi Por Aí Museu do Ouro (Bogotá, Colômbia).
Claudia Rodrigues – Felipe, O Pequeno ViajanteMuseu de Ciência e Tecnologia da PUC(Porto Alegre – RS)
Adriana Ramos – Sonhando em Viajar!Museu Nacional da História Natural da Quinta da Boa Vista (Rio de Janeiro – RJ)
André Morato – Blog Meu DestinoInhotim (Brumadinho – MG)
Antonio Rômulo Jr. – Retrip ViagensMuseu de Arte Sacra (São João Del Rey – MG)
Andrea Barros – Do RS para o MundoMuseu Histórico de Veranópolis (Veranópolis -RS)
Eloah Cristina – Marola com Carambola Memorial da Resistência de São Paulo (São Paulo – SP)
Carmem Batista – O que vi do MundoMuseu do Futebol (São Paulo – SP)
Talita Marchao – Me Deixa Ser TuristaPinacoteca, Estação Pinacoteca, Dops e Museu da Língua Portuguesa (São Paulo – SP)
Cristiane Rangel – Pequeno Grande MundoMuseu de Ciências Naturais do Bosque da Ciência – INPA (Manaus – AM)
Jamille Andrade – Rascunhos de FotografiaMuseu do Ceará, MAUC e Museu do Humor(Ceará)
Julia Motta – Quebrei a BússolaMuseo del Holocausto (Buenos Aires – Argentina)
Thiago Busarello – Vida de TuristaMALBA (Buenos Aires)
Camila Faria – E aí, FériasAmerican Museum of Natural History (Nova Iorque – Estados Unidos)
Liliane Inglez – Trilhas e Cantos Museu Chileno de Arte Pre Colombino (Santiago – Chile)
Cynara Vianna – Cantinho de NáInstituto Ricardo Brennand (Recife – PE)
Andrea e Luciano – Malas e PanelasVizcaya Museum and Gardens (Miami – Estados Unidos)
Mariana e Augusto – Embarque Portão 5Museo de Las Casas Reales (Santo Domingo – República Dominicana)
Francine Agnoletto – Viagens que SonhamosField Museum (Chicago – Estados Unidos)
Camila Lisboa – O Melhor Mês do AnoTumbas Reales de Sipan (Chiclayo – Lambayeque, Peru)
Camila Torres – Colecionando Ímãs – Os Museus de Arte de Brasília (Distrito Federal)
 
Europa:
Paula Augot – No Mundo da PaulaMuseu Tate Modern (Londres – Inglaterra)
Heloisa Righetto – Aprendiz de Viajante5 museus não tão conhecidos para visitar em Londres (Londres – Inglaterra)
Deb Wal – Segredos de LondresNational Gallery (Londres – Inglaterra)
Fernanda Scafi – Tá indo pra onde?Deutsches Historiches Museum (Berlim – Alemanha)
Nicole Plauto – Agenda Berlim03 museus para visitar na primeira vez em Berlim (Berlim – Alemanha)
Claudia Bömmels – Brasileiros Mundo AforaDeutsches Technik Museum (Berlim – Alemanha)
Natália Gastão – Ziga da ZucaMuseu Judaico (Berlim – Alemanha)
Renata Inforzato – Direto de ParisHôtel de Soubise – o palacete que virou arquivo e museu – (Paris – França) 
Fabia e Gabi – Estrangeira – Museu Picasso (Barcelona – Espanha)
Roberta Martins – TerritóriosMuseu Dalí (Barcelona – Espanha)
Adriana Lima – Da Porta Pra Fora – Museu DOX (Praga – República Checa)
Aline Dota – Descobrindo a AlemanhaEL-DE-Haus – Centro de documentacao do Nazismo (Colônia – Alemanha)
Larissa Andrade – Esto es Madrid, MadridReina Sofía (Madri – Espanha)
Fani e Robson – Meu Mundo Por AíMuseo Del Prado (Madri – Espanha)
Dalila Barakat – Mil e Uma Viagens Mauritshuis (Haia – Holanda)
Simone Betoni – O Guia de MilãoCasa Museu Boschi di Stefano (Milão – Itália)
Solange Spiess – No Mundo com a Gente Museu Casa de Rembrandt  (Amsterdam – Holanda)
Poliana Cardozo – Comendo Chucrute e SalsichaMuseu de Belas Artes de Sevilha(Sevilha – Espanha)
Claudia Bins – Mosaicos do SulMuseu Dalí (Saint Petersburg – Estados Unidos)
Luciana Rodrigues – Turismo em RomaMuseu da Emigração Italiana (Roma – Itália)
Virna Mitrogiannis – Uma Brasileira na Grécia – Museu Acrópoles (Atenas – Grécia)
Cyntia Campos – A Fragata Surprise – Museu da Acrópole (Atenas – Grécia)
Diversos:
Mirella, Oscar, Martinha e Carina – Viajoteca#Museumweek – 4 Museus pelo Mundo – Te Papa (Wellington – Nova Zelândia), Vizcaya Museum & Gardens (Miami – EUA), Pergamonmuseum (Alemanha – Berlin), Belgian Comic Strip Center (Bruxelas – Bélgica)
Thaissa Chagastelles – Viagem com a ThatháAuckland Museum – (Auckland – Nova Zelândia)
Marina Vidigal – Ideias na MalaAngkor National Museum (Siem Reap – Camboja)
Nívia Guirra – Viagens Invisíveis5 Museus Palácios no Marrocos (Marrakech e Fez – Marrocos)

Compartilhe!

Sobre o autor

"Nascida e criada no seio de uma família italiana, sempre achou normal colocar vinho tinto na sopa de legumes e almoçar em família aos domingos. Demorou um pouco para entender que tinha nascido no Brasil e não na Itália. Advogada, professora de italiano e travel designer, criou o blog ITALIAna para dividir sua paixão e seu conhecimento sobre a Itália com os brasileiros."

15 Comentários

  1. Lindo post Ana. Adoro a Galleria degli Uffizi. Lembro da primeira vez que fui, muito descrente. Mas eis que entro e levo um choque. Tamanha a beleza do lugar e obras. Agora todas as idas a Florença, tenho que passar lá. 😉

    • Ana Grassi on

      Oi Martinha! Obrigada pela visita! Sim, pra mim também é passagem obrigatória! Quem sabe um dia vamos juntas? 😉
      Baci,
      Ana

  2. Liliane Inglez on

    Só de imaginar em conhecer a Toscana, já fico animada! Imagine ver estas obras… Esta do Botticelli é um ícone, hein? Muito lindo o post!
    Beijos
    Liliane

    • Ana Grassi on

      Oi Liliane! Obrigada pela visita! Sim, programe-se para conhecer esta maravilha! Vale a pensa…
      Baci,
      Ana

  3. Adorei Firenze, realmente é o berço da arte!!! A Galleria Uffizi sem comentários… maravilhosa!!! Todos os corredores com as esculturas, as pinturas do teto, as obras de arte de diversos artistas dos mais renomados. Uma dica p/ quem esta pretendendo conhecê-la e não comprou o ingresso, vai bem cedo tipo 7:00 que tem pouquissimas pessoas na fila e consegue-se comprar o ingresso e ja entra de imediato.

    • Ana Grassi on

      Oi Angela! Obrigada pela dica, mas fica aqui o meu adendo: você foi em época de baixa temporada. Em julho isto é impossível!!
      Baci,
      Ana

  4. Alessandra Leite on

    Ana vc sabe dizer se na Galeria degli Uffizi tem visita noturna algum dia da semana? Talvez no verão? Fiz isto uma vez no Louvre e valeu muito a pena pois aproveitamos tb a noite para “turistar” além de ser um horario menos concorrido. Museu do Vaticano tem horário noturno de junho a setembro. Grata, Alessandra

    • Ana Grassi on

      Oi Alessandra! Algumas agências de receptivo vendem o passeio guiado noturno em determinadas épocas do ano, sim!
      Baci,
      Ana

  5. Parabéns, gostei do post Ana.
    Realmente acho que as salas do Botticelli, sozinhas, valem o preço do ingresso.
    Eu lembro também interessantes as pinturas de Paolo Uccello, pela inovação da prospectiva que ele dava com as lanças.
    No museu, lembro um pouco cansativo para mim (que não sou um experto de arte) as varias pinturas de “Nossa Senhora com criança”… “criança com Nossa Senhora”, etc.. do Gitto e Cimabue. Me perdoe quem é um entendedor de arte, sei a importância do Gitto e Cimabue para a pintura, mas para mim esta parte afinal foi um pouco ripetitiva.

    • Ana Grassi on

      Sim!! Bem lembrado! O quadro de Paolo Uccello que você se refere é a Battaglia di San Romano, vale a pena se atentar a ele mesmo! Obrigada!
      Ana

  6. Para quem que, como eu, vai visitar a Galleria pela primeira vez, sua postagem foi de muita ajuda. Uma curiosidade: quanto tempo você calcula que se leva em média para fazer esse roteiro que você sugeriu e ainda conhecer o corredor Vasariano?
    Também foi ótimo ter a indicação de outros blogs que descreveram vários museus pelo mundo, vou guardar essas informações com expectativa de visitar vários deles que ainda não conheço.
    Obrigada!

    • Ana Grassi on

      Christina, calcule em torno de 3 ou 4 horas. Fico contente que tenha gostado!
      Baci,
      Ana

Deixe uma Resposta